Publicado em 10 de julho, 2019 as 16h04.

Dirigir na Cidade X Dirigir em Rodovias

Por
Dirigir na estrada
Foto: Arquivo Tecnodata.

Todo condutor de veículos, habilitado, sabe que há muitas diferenças entre dirigir em estradas e nas ruas das cidades, ou deveria saber. Será que os alunos do seu Centro de Formação de Condutores (CFC) sabem disso?

Muitos recém habilitados acreditam que sabem dirigir na estrada e pensam até que é mais fácil. Entretanto, vale observar e alertar seus alunos que essa confiança é, na maioria das vezes, perigosa. E é um dos motivos apontados como causas de acidentes.

Aparentemente, são similares no que diz respeito à prática da direção, no entanto, o comportamento é bem diferente por parte dos condutores, profissionais ou não. É importante ter consciência disso.

Uma das diferenças é a velocidade. Na cidade, o condutor pode até ter 5 segundos para voltar atrás ao tentar mudar de pista, na estrada isso nem sempre é possível pois o veículo que enxergamos pelo retrovisor e parece distante, pode chegar em dois segundos e vacilar pode trazer consequências muito sérias. O tempo de reação na estrada é muito menor, bem como a visão periférica.

As ultrapassagens exigem muita atenção e responsabilidade, é preciso conhecer os limites do veículo, se ele responde bem a aceleração ou se demora para ganhar velocidade.

Na cidade, muitas vezes, presenciamos os motoristas disputando espaço uns com os outros, uma infantilidade que na estrada pode resultar em morte absolutamente evitável. Nas ruas da cidade é tolice impedir que outro veículo passe à frente, na estrada é estupidez se impor a outro veículo. O melhor a fazer é deixar passar.

Não importa se o outro veículo está trafegando acima do limite permitido para a via, essa é uma questão que deve ser resolvida pelos agentes de fiscalização.

Os veículos na cidade, regra geral, trafegam mais vazios, na estrada é comum a circulação de carros com passageiros e bagagens, fazendo com que o carro precise de mais tempo para ganhar velocidade (o que deve ser observado como um importante fator para as ultrapassagens) ou parar, o que pode resultar em uma colisão, muitas vezes fatal.

Alguns fatores importantes para uma direção segura na estrada:

– Concentração: nunca dirigir cansado ou com sono, dirigir na estrada exige que o condutor esteja bem-disposto;

– Respeito a sinalização;

– Respeito aos limites de velocidade, ainda que questione esses limites, deve-se respeitar;

– Acenda sempre os faróis, mesmo durante o dia para ser “visto”;

– Manter sempre uma fresta das janelas abertas para evitar que o deslocamento de ar dentro do automóvel ao ser ultrapassado por um veículo de grande porte, balance o carro deixando a direção desestabilizada. O mesmo acontecerá se todas as janelas estiverem fechadas;

– Manter distância segura do carro da frente. Para determinar isso há uma regrinha básica e simples: escolher um ponto fixo na via, aguardar que o veículo da frente ultrapasse esse ponto, contar 2 segundos e só então voltar a acelerar, em média isso corresponde a 2 carros de distância;

– Em vias de pista dupla, permanecer na pista da direita e só utilizar a pista da esquerda para ultrapassagem, principalmente se for um motorista inexperiente;

– Utilizar a seta sempre que for se ultrapassar outro veículo ou mudar de faixa para que os outros veículos saibam a sua movimentação;

– Não parar no acostamento, somente em caso de emergência e, em hipótese alguma (salvo orientação dos agentes de fiscalização) utilizar o acostamento para ultrapassagens;

– Reduzir a velocidade ANTES de uma curva, nunca durante a manobra: observar a sinalização e acreditar nela!

– Com chuva a atenção deve ser redobrada. Caso não se sinta confiante, deve parar em algum local permitido como: áreas destinadas a descanso, postos de serviços, áreas de atendimento ao usuário definidas pelas concessionárias de pedágio. Se decidir seguir em frente, reduza a velocidade e fique muito atento pois, muitas vezes, poças d’água na pista podem esconder buracos que desestabilizam o veículo ao passar por eles. Existe a possibilidade de outros veículos, circulando em sentido contrário, jogar água no vidro dianteiro do veículo, cegando-o momentaneamente. Nesse caso, o melhor a fazer é manter a calma, não pisar bruscamente no freio, segurar o volante e tirar o pé do acelerador;

– NUNCA usar o celular enquanto dirige: na cidade ou na estrada. Um segundo de distração pode ser a causa de muitas mortes.

Lembre-se sempre que, para garantir uma viagem segura, deve fazer uma revisão geral no carro: óleo, água do radiador e do para-brisa, verificar as borrachas dos limpadores, calibrar pneus (inclusive o estepe), luzes (faróis, setas, lanternas de freio e ré), freios, ferramentas e triângulo e muito importante: nível do combustível!! Ao acomodar as bagagens, distribua bem no porta malas, evitando colocar bagagem dentro do veículo pois, em uma freada brusca, objetos soltos dentro do veículo podem ser arremessados contra os ocupantes e machucar seriamente.

Começar devagar, se possível, acompanhado de uma pessoa de confiança, que tenha mais experiência em dirigir na estrada, é sempre bom.

É importante lembrar que a nossa responsabilidade no trânsito não se restringe a apenas conduzir o veículo, o respeito pelo outro, as atitudes preventivas devem estar sempre presentes em nosso dia a dia, seja na cidade ou na estrada.

Uma resposta para “Dirigir na Cidade X Dirigir em Rodovias”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *