Publicado em 04 de setembro, 2019 as 14h39.

Uso da seta não é opção! Veja como abordar esse assunto em sala de aula

Por
Uso da seta
Foto: Pixabay.com

Todos nós que já passamos por um CFC, sabemos da importância de usar a luz indicadora de direção (a famosa seta) para sinalizar o que vamos fazer no trânsito. Já se falou sobre o uso da seta inúmeras vezes, entretanto, nunca é demais retornar ao assunto, até porque, quanto mais circulamos no trânsito, mais temos a certeza de que este tema é inesgotável.

Aposto que muitos Instrutores se perguntam onde estão falhando; será que os carros estão saindo das lojas e concessionárias sem esse elemento obrigatório? Será que gasta mais se ele for utilizado sempre?

Conte essa novidade aos seus alunos: NÃO aumenta o consumo de combustível, NÃO gasta a seta porque ela NÃO tem tempo de uso determinado, NÃO tem vida útil…incrível essa novidade não é mesmo? Compartilhe essa notícia de primeiríssima mão com seus alunos!

Todos nós sabemos que os Instrutores práticos, em todas as aulas, são extremamente rigorosos com relação ao uso do pisca-pisca (sim, existem muitos nomes para isso) para sinalizar conversões, saídas e mudanças de pista, ainda assim, depois de sair do CFC, ser aprovado nas famigeradas provas práticas, parece que os alunos são acometidos de amnésia, seletiva, é claro.

Outra novidade interessante para compartilhar com os alunos de CFC é que podem e devem usar a seta, mesmo estando sozinhos em ruas e avenidas, e até mesmo em estacionamentos de shoppings, supermercados, clínicas….incrível não é? Certamente vão gostar muito de saber disso!

Analisando o que foi pontuado acima, chegamos à conclusão que faz sentido usar a seta em todas as manobras: primeiro porque quem circula próximo, seja pedestre, sejam outros veículos, ficam sabendo para onde o veículo que está sinalizando irá. Segundo porque o CTB não faz distinção entre haver ou não veículos ou pedestres a quem sinalizar.
Leia o que diz o CTB:

O Art. 35. Antes de iniciar qualquer manobra que implique um deslocamento lateral, o condutor deverá indicar seu propósito de forma clara e com a devida antecedência, por meio da luz indicadora de direção de seu veículo, ou fazendo gesto convencional de braço.

Parágrafo único. Entende-se por deslocamento lateral a transposição de faixas, movimentos de conversão à direita, à esquerda e retornos.

E ainda temos indicado no Código, a infração referente a falta de sinalização:

Art.196. Deixar de indicar com antecedência, mediante gesto regulamentar de braço ou luz indicadora de direção do veículo, o início da marcha, a realização da manobra de parar o veículo, a mudança de direção ou de faixa de circulação:

Infração grave e penalidade multa

No exame prático é uma falta grave, portanto: usar a seta para sinalizar não é opção, é exigência!

Que tal uma dinâmica durante a aula teórica para fixar o uso da seta?

Vamos apresentar aqui um texto básico, usem a sua criatividade para criar outros.

Material:

– alunos sentados em círculo.

– vendas nos olhos de alguns alunos, alternando entre eles a venda, durante a história para que todos possam falar de sua experiência de se deslocar vendados.

Atividade:

O Instrutor deve explicar aos alunos que cada vez que usar a palavra direita, os alunos deverão se deslocar para a DIREITA, sentando-se na cadeira ao lado direito, quando disser a palavra ESQUERDA, e quando disser TEMPESTADE, os alunos trocam de lugar aleatoriamente. Os alunos que estão vendados, não deverão ser auxiliados pelos outros.

Segue o texto:

Vamos fazer uma viagem por uma linda estrada. O dia está lindo, com muito sol. Olhando pela janela do carro percebemos que as árvores balançam levemente para a DIREITA.

Avistamos uma cidade e observamos que há muitas árvores ao lado ESQUERDO do portal de entrada da cidade. Há também uma grande pedra do lado DIREITO. Olhando mais à frente, observamos que há muitas nuvens escuras, será que é uma TEMPESTADE?

Continuando a nossa viagem, olhamos lindos pássaros voando, outras árvores à DIREITA da estrada. Como estamos viajando a algum tempo, é melhor parar para descansar e fazer um lanche. Há uma placa a frente, indicando uma Lanchonete precisamos entrar no retorno à ESQUERDA e vamos para a lanchonete que fica na margem DIREITA da estrada. Precisamos ser rápidos pois a TEMPESTADE se aproxima.

Depois do breve descanso e de nos alimentar, seguimos viagem para tentar chegar com segurança ao nosso destino, antes da TEMPESTADE.

Conclusão

É importante fechar a dinâmica pedindo aos alunos que falem como foi a experiência, como se sentiram em ter que se movimentar com as vendas nos olhos? Como foi mais fácil de se deslocar: com ou sem a venda? Quem estava sem a venda, como se sentiu em ter que se desviar dos colegas que estavam vendados? Como é se deslocar no trânsito sem saber para onde o veículo da frente ou ao lado irá?

O uso da venda serve para mostrar que, quando não sinalizamos o que vamos fazer, para onde vamos, deixamos os outros integrantes do trânsito “às cegas”. Não é possível adivinhar o que o outro fará, para onde irá, se não sinalizar. No trânsito, não é tão simples assim como em uma história. Nem sempre temos a chance de remediar. Muitas vezes, nos deparamos com acidentes graves, absolutamente evitáveis se a sinalização fosse utilizada.

A segurança do trânsito está em nossas mãos e é nossa responsabilidade. Todos temos que fazer a nossa parte, usar a seta é simples e pode evitar muitos acidentes. Sinalize!

 

3 respostas para “Uso da seta não é opção! Veja como abordar esse assunto em sala de aula”

  1. Teógenes brasiliano lobo disse:

    Vou aplicar nas minhas aulas de legislação. Uma ótima ideia.

  2. Cidneia Ribeiro de Oliveira Xavier Néia disse:

    Bom dia, muito bom este exercício e com certeza irei usar na próxima aula de direção defensiva. Pois bem, quando no texto esta escrito – ” No exame prático é falta eliminatória….” , esta falta é de três pontos e não eliminatória no exame prático, é claro se contarmos que o candidato a cometeu apenas uma vez. Queria apenas alerta, obrigada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *