Publicado em 16 de outubro, 2019 as 14h28.

Dia do Instrutor: profissional fundamental no processo de educação para o trânsito

Por
Dia do instrutor
Foto: Picspree

Engana-se quem pensa que o instrutor é aquele que apenas ensina o aluno a dirigir. A missão desse profissional é muito mais ampla e complexa, o instrutor é aquele que orienta o candidato a ser uma pessoa melhor, uma pessoa consciente de seus direitos e deveres no trânsito e na sociedade como um todo.

É aquele que ensina, através de conceitos e práticas, a pessoa a exercer um de seus principais papéis: o de cidadão.

Apesar de pouco valorizado, como quase todos que estão envolvidos com a educação no Brasil, o instrutor enfrenta vários desafios no seu dia a dia. O primeiro deles é tentar modificar uma cultura, já enraizada no brasileiro, de que a CNH (Carteira Nacional de Habilitação) é um direito de todo o cidadão e não uma licença para aqueles que comprovam que estão, de fato, preparados para dirigir.

O segundo grande desafio é que alguns alunos chegam na autoescola demonstrando desinteresse e, às vezes, até desprezo pelo papel do profissional.  O instrutor tem a chance, em 45 horas/aula teóricas e depois em 20 horas/aula práticas, de mudar essa realidade.

A maioria dos profissionais consegue despertar no aluno a vontade de aprender e ainda auxiliá-los a enfrentar seus medos e decepções no trânsito.

Sabemos que para estar nas ruas diariamente, ou nas salas de aulas ministrando conteúdo a cada turma nova, é preciso ter amor pela profissão. E são muitos os exemplos de profissionais que atuam unindo esse sentimento com dedicação, comprometimento e eficácia.

Para nós, do Portal do Trânsito e da Tecnodata, é um orgulho poder informar, auxiliar e trabalhar com pessoas que são responsáveis pela formação de milhões e milhões de condutores.

Instrutor, com todo nosso respeito e admiração: parabéns pelo seu dia!

12 respostas para “Dia do Instrutor: profissional fundamental no processo de educação para o trânsito”

  1. Sergio disse:

    😊👍👏👏👏👏👏👏👏

    • Nikolas disse:

      Instrutor deveria ele mesmo se instruir antes de dar uma de professor.esta figura e apenas pra tirar dinheiro de trou…s.
      Duvido que instrui motorista de caminhão q a maioria são analfabetos criminosos do trânsito.

      • Walter de Melo Aureliano disse:

        Permita-me discordar de você. Nenhum instrutor tem o poder de obrigar ninguém a mudar suas convicções, mesmo ele utilizando argumentos, imagens, exemplos, pois depende também da formação e educação que o aluno ou aprendiz possui. No meu ponto de vista, também não é o nível de escolaridade (essencial no processo) que garante o respeito do motorista no trânsito, pois a educação, no seu significado mais amplo, depende da educação doméstica do aluno, onde as consequências invariavelmente se refletem em qualquer ambiente coletivo.

      • Walter de Melo Aureliano disse:

        Em tempo: a profissão de instrutor de trânsito é tão digna como qualquer outra. De maneira deselegante e descriminatória, você insinua que “o instrutor é um aproveitador que existe para tirar dinheiro dos trouxas”, pelo que entendi, e na verdade é uma profissão que consta na CBO, e exige profissionais qualificados. Eu mesmo, além do curso de instrutor de trânsito tenho dois cursos superiores e sou pós-graduado. Não sei a razão do seu trauma, mas deveria se informar mais, antes de falar do que não sabe.

      • joão gonçalves martins neto disse:

        Olá, meu querido, me desculpa, mas ser instrutor de trânsito seja ele teórico ou prático, não é para muitos, é um dom de Deus, e persuadir pessoas, não é tarefa fácil, mas com carinho e amor a profissão de instrutor, se consegue, e mais um detalhe, nem sempre pessoas com pouca instrução são bandidos, pessoas mel, muitas vezes existem pessoas com grau de instrução elevado que são assassinos, portanto os motoristas e condutores sejam eles caminhoneiros ou não, são pessoas boas que exercem seu trabalho com muito amor, assassinos e bandidos no trânsito, são aqueles condutores que mesmo passando por uma auto escola, saem dela sem dar a minima para a vida das pessoas que utilizam o trânsito que é o maior palco social que existe, quanto aos instrutores se aperfeiçoarem ou não, isso depende de cada um deles, eu sou instrutor de trânsito, tenho duas pós-graduações, e vários cursos na área de trânsito, inclusive com professor Jully araujo Modest, fiz quatro cursos com ele, é investimento para a melhoria da vida no trânsito, discordo da sua opinião..

  2. Ricardo Bueno de Amorim disse:

    Obrigado pelas palavras … Somos uma classe que se dedica dia a pós dia … Na busca por desenvolver os futuros condutores para um transito humano e seguro.

  3. Verdadeiramente o instrutor é um professor que forma alunos numa missão muito importante e de grande responsabilidade que é o trânsito.
    Nesse trânsito brasileiro que mata muita gente imprudente e alcoolizados precisamos a cada dia estar mais informados em tudo o que acontece no trânsito diariamente.
    Além de tudo isso como foi dito e é verdade temos que ter muito amor na profissão e fazer o melhor pra realizar os sonhos dos alunos e principalmente conscientizar da responsabilidade de dirigir com segurança e respeito com todos que estão envolvidos no trânsito desde o pedestre que é o mais vulnerável até o maior veículo pra todos juntos se respeitarem num trânsito mais educado .

  4. Hélio disse:

    Fico com pena de um cidadão como o Nikolas ter esta opinião extremamente evasiva, ele enquadrou todos os profissionais????????

  5. Ao amigo NIKOLAS as coisa também não precisar ser assim, por que instrutor mesmo ganhado muito pouco que quase não dar para se sustentar, e ainda tem um índice de aprovação que ultrapassa seu 70% dentro dos cfc do seus anos não, e só amor a profissão mais muita dedicação pelo que faz, por que temos 3 desafios que representa um instrutor de transito para a sociedade no trânsito ? 1ª – É transmitir algum conhecimento, habilitar alguém sobre alguma coisa. Nada mais adequado para essa profissão que foi regulamentada pela Lei Nº 12.302, de 2/08/ 2010 e que é responsável pela formação de condutores de veículos automotores e elétricos de milhões de pessoas. 2ª O conhecimento – Seja nas salas de aula, no caso dos instrutores teóricos, ou seja nas ruas, no caso dos instrutores práticos, eles têm a missão de transmitir a educação para o trânsito e a prática veicular para os condutores que obtêm a Permissão para Dirigir (PPD) anualmente.3ª A Educação – Os desafios são muitos. Primeiro por trabalhar com educação. Não é de hoje a discussão ininterrupta de que a educação no país, seja lá em qual esfera, educação básica, superior e inclusive a educação para o trânsito esbarram no desinteresse dos alunos, ou mesmo no caso das autoescolas, o objetivo da maioria dos alunos, muitas vezes, é de apenas “passar” na prova, sem a preocupação do papel de cada um no trânsito. então amigo acho que o senhor foi infeliz na sua palavras.

  6. João Vieira Silva Filho disse:

    Parabéns a todos colegas guerreiros,instrutores teóricos e práticos cfc,s. Sucesso a todos nós. ,Que Jeová Deus continue abençoando a todos nós e nosso trabalho de formar bons cidadãos e profissionais no trânsito!

  7. Leandro disse:

    No mínimo o Nikolas é um daqueles caminhoneiro noiado, que vive no mundo do além.
    Sem responsabilidade nenhuma com a sua própria vida, imagina com a dos demais.

  8. Francisco Camilo de Souza disse:

    Penso que o Sr.Nikolas está inserido no grande número de analfabetos funcionais que o Brasil tem, lamentavel.

Deixe uma resposta para Hélio Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *