Publicado em 25 de dezembro, 2018 as 01h36.

Baby’s do trânsito

Por Álvaro J. Pedroso.

Radar no trânsito
Foto: Pixabay.com

Natal lembra infância. Infância lembra criança. E você, caro leitor, lembra da Família Dinossauro da TV? E do Baby Dinossauro, o filhote dos Dino’s? Pois então, ele ainda não sabia falar direito e, como toda criança, tinha dificuldades para se expressar e entender o mundo ao seu redor. O mundo para ele se resumia em: “É a mamãe” e “Não é a mamãe”.

Hoje em dia, temos muitos condutores, de todas as idades, que se comportam como o Baby Dinossauro. No nosso trânsito diário os Baby’s no trânsito entendem as vias apenas como: “Com radar” e “Sem radar”. Este tipo de condutor, de maneira leviana, não analisa mais nada, sinalização, regras de segurança, os demais veículos e transeuntes ao seu redor ou qualquer perigo. Para eles, se “Tem radar, eu respeito!”, se “Não tem radar, posso me exceder” – Assim como o Baby: “É a mamãe”, “Não é a mamãe”.

Quando não surpreendidos, por lamentáveis acidentes, os encontramos rotineiramente nas salas de reciclagem, “di nooooooovoooo”!

Feliz Natal a todos os leitores, colaboradores do Portal do Trânsito, crianças e Baby’s deste Brasil.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *