Publicado em 29 de outubro, 2019 as 08h07.

Segurança das crianças: transporte de forma inadequada tem aumentado

Por Anna Maria Garcia Prediger.

Criança no carro
Foto: Arquivo Pessoal Anna M. Garcia Prediger.

Ando muito preocupada com a forma que vejo nossas crianças sendo transportadas nos carros, desde maio. Não sei se os condutores acreditam que está valendo a não obrigatoriedade do uso de dispositivos no veículo, se é preguiça ou pura falta de preocupação e amor pelo seus filhos. Mas percebo que a maioria das crianças tem sido transportadas de forma inadequada/irregular pelos seus (ir)responsáveis.

Tenho uma filha de 2 anos, e nunca a transporto fora do dispositivo, nem mesmo para ir até a esquina, como já houve necessidade.

Antes de ser uma regra, que possa atribuir pontos na habilitação e gerar uma despesa, o uso destes dispositivos tem o seu uso obrigatório, por ser fundamental para a segurança de nossas crianças dentro dos veículos. No Brasil, morrem cerca de 5 crianças por dia e é a principal causa de morte de crianças e adolescentes entre 0 a 14 anos de idade, de acordo com a ONG Criança Segura, sendo que, em 2018 foram 11.037 internamentos (registrados), o que equivale a mais de 30 crianças por dia sendo internadas, e quase 2 mil mortes em 2017 (inaceitável).

Temos que lembrar que as crianças são inocentes, desprovidas de noção de segurança no trânsito ou de seus riscos e seus responsáveis é que são obrigados a dar a segurança necessária para que isso não ocorra mais, mas pelo visto, também estão sem essa noção.

Ando muito incomodada com isso e procurando algo que possa ser feito para que os pais vejam a responsabilidade que tem em transportar seus bens mais valiosos no veículo, diminuindo esses números absurdos.

Não estamos com noção dos riscos que isso gera para nossos pequenos, que já estão participando do trânsito como pedestres e passageiros, e de acordo com a forma que os educarmos, além de garantir a segurança hoje, irá nos proporcionar um futuro melhor, num local puramente feito para nossos deslocamentos, onde apenas queremos chegar bem em nosso destino e tantas vidas acabam ceifadas no caminho por irresponsabilidade que nós mesmos cometemos.

Tenho visto crianças entre os pais, soltas, e até mesmo para fora do carro, no teto solar, e isso na capital do PR, onde se vê mais fiscalização. Isso tem que acabar, temos que ser mais responsáveis quanto aos nossos pequenos, e educá-los de verdade para o futuro deles no trânsito.

Eu me disponibilizo às escolas infantis para dar palestras para os pais sobre a importância destes dispositivos e do cinto de segurança, quem quiser é só me procurar, pois isso precisa acabar e não são palestras para as crianças que irão resolver, se os pais não estão educados a respeitar para garantir a segurança de nosso futuro.

 

Uma resposta para “Segurança das crianças: transporte de forma inadequada tem aumentado”

  1. Amilton Alves de Souza disse:

    Parabéns pelo texto Ana

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *