Publicado em 26 de novembro, 2019 as 08h16.

Viação e Transportes debate formação de condutores no Brasil

Por Agência de Notícias.

Formação de condutores
Foto: Freeimages.com

A Comissão de Viação e Transportes da Câmara dos Deputados promove audiência pública nesta terça-feira (26) para discutir o processo de formação de condutores no Brasil. O pedido para o debate é dos deputados Abou Anni (PSL-SP); Juscelino Filho (DEM-MA); Hugo Leal (PSD-RJ); Bosco Costa (PL-SE); Christiane de Souza Yared (PL-PR); e Carlos Gomes (Republicanos-RS).

Os deputados estão preocupados com a revisão das regras para concessão e renovação da Carteira Nacional de Habilitação (CNH) e para formação de condutores. Juscelino Filho chama a atenção, por exemplo, para a simplificação de procedimentos com o objetivo de reduzir custos e burocracia.

Além disso, serão tratados temas como cursos EAD, obrigatoriedade de aulas noturnas e dos simuladores de direção nos Centros de Formação de Condutores.
Foram convidados para a audiência:
  • o ministro de Estado da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas;

  • o diretor-geral da Polícia Rodoviária Federal, Adriano Marcos Furtado;

  • o diretor do Departamento Nacional de Trânsito (Denatran), Jerry Adriane Dias Rodrigues;

  • Presidente do Sindicato das Auto Moto Escolas e Centro de Formação de Condutores do Estado de São Paulo, representando a Federação Nacional das Autoescolas – FENEAUTO, Magnelson Carlos de Souza; entre outros.

O debate ocorre às 14h30 desta terça, no plenário 11.

Agência Câmara de Notícias

13 respostas para “Viação e Transportes debate formação de condutores no Brasil”

  1. Arley disse:

    Os cursos a distância e um perigo para a sociedade e a não obrigatoriedade do.simulador e um.grande retrocesso no processo para tirar habilitação pois ele nas primeiras aulas ajuda o aluno a ficar mais seguro confiante fazendo com que na hora de ir para o carro se torne mais simples e prático sendo produtiva as aulas práticas

  2. Sergio disse:

    Vivemos um grande período de corrupção nos últimos 30 anos de governos onde a burocracia e a dificuldade para tudo acabou sendo compensado pelo jeitinho brasileiro. Hoje em nosso setor essa prática continua e me parece ser a intensão deste novo governo impor o fim burocrático e acabar de vez com as mazelas que de certo irá acontecer caso se elimine com as auto escolas e CFCs mas em troca de um preço muito alto, a péssima qualificação e aprendizado dos novos condutores trazendo ainda mais o aumento de acidentes e mortes por trânsito. A princípio talvez estes números não sejam alterados por que infelizmente a corrupção continua forte e a comprovação é o grande número de empresas e pessoas oferecendo aulas para habilitados os Chamados ” dirigindo bem aulas para habilitados”. Hoje mesmo com tanta corrupção no setor, ainda temos uma grande faixa de pessoas que cumprem as regras absorvendo o ensino teórico e prático e obtendo exito em seu processo de forma correta. Se este governo conseguir mudar as leis e acabar de fato com a obrigatoriedade dos CFCs com certeza em médio prazo teremos uma guerra e ficaremos ad eterno em primeiro lugar em mortes em acidentes de trânsito.

  3. ligeirinhopr disse:

    Primeiramente esses políticos, deveriam montar uma plataforma para que os cidadãos brasileiros, pudessem expor ou relatar situações vividas e dai sim fazer um levantamento das necessidades viárias para que esses deputados Abou Anni (PSL-SP); Juscelino Filho (DEM-MA); Hugo Leal (PSD-RJ); Bosco Costa (PL-SE); Christiane de Souza Yared (PL-PR); e Carlos Gomes (Republicanos-RS). formatasse as reivindicações, transformando em Leis do nosso Código de Transito Brasileiro.

  4. Jhou santos disse:

    Bom dia A todos sou instrutor de transito a 10 anos já vivi e vivo o dois lados da moeda já ministrei aulas no cfc teórico e prático e na vdd o único objetivo dos cfc e passar o aluno ou seja o conhecimento e específico não dar experiência aí aluno daí tanta falta de experiência quando pega a habilitação.Hj eu trabalho como autônomo TREINA BEM TREINAMENTO PARA HABILITADOS e vejo o quanto a falta de experiência faz com q os condutores cometam infrações e desastres no trânsito o q o governo quer com esse novo modelo e sim dar mais competitividade e tirar o monopólio dos cfcs e e justo somos profissionais como autônomos e no entanto não podemos contribuir para com a sociedade para adquirir a cnh tem mudar sim afinal tem gente d qualidade cabe ao condutor q tá pagando diga se d passagem procurar o profissional competente e comprometido com seu cliente.

    • Sergio disse:

      Jhou desculpe mas com certeza você não tem experiencia no ramo para falar tantas bobagens. Primeiramente existem sim profissionais comprometidos e te garanto que é a grande maioria mas o problema maior não esta nos profissionais de auto escola mas sim no próprio aluno que acha que dirigir é só o que mando o minimo na lei e não faz uma aula se quer mesmo estando ruim. Com isso acaba finalizando por duas saídas, ou comprando sua prova ou acaba desistindo. Quando o aluno da um jeitinho brasileiro ele acaba caindo nas garras de pessoas como você que nada tem de conhecimento teórico e prático defensivo e acaba ensinando estes alunos corruptos da sua forma ou seja cheios de vícios e de forma não defensivo e pior se acham os verdadeiros profissionais sem quer ter tido nenhum curso ou prática para tal trabalho. Na verdade quando o cidadão perde o emprego ele faz duas coisas, a primeira é virar Uber e a segunda é dar aulas para habilitado pois isso garante com certeza um provento. Não digo que isso seja errado mas querer denegrir a quem sabe muito mais que você um simples motorista metido a instrutor é falta de caráter e bom senso.

  5. Angélica disse:

    Sou totalmente a favor do curso teórica ser EAD,pois dou aulas prática a13 anos e sempre questiono meus alunos sobre o curso,a grande maioria vai ao curso do CFC para fazer amizades e dormir, porque chega na hora das aulas práticas não lembram de quase nada que aprenderam.
    O Simulador não serve para nada, pois os alunos dizem que tem que acelerar para o simulador funcionar quando na realidade o carro, não precisa acelerar tanto p ara andar,se ao menos aprendessem a dar Seta e aprender as funções do câmbio, já seria de grand ajuda,mas não é isso que acontece,chegam nas aulas práticas , não sabendo nada em absoluto.
    As aulas noturnas só servem para escravizar o instrutor,não acrescentando nada na vida dos alunos,todos sabem que a noite é necessário ascender as luzes e que a visão periferia é alterada.
    Não são essas coisas que trarão um trânsito mais seguro,a segurança no trânsito depende da responsabilidade e respeito (no sentido mais amplo da palavra).
    Enfim,mudem tudo mesmo!

    • Cristiano Barbosa disse:

      Minha cara colega de profissão…. com sua declaração joga nas costas do instrutor teórico toda a responsabilidade do ensino e da tua incompetência como prática em ensinar.. sou prático e teórico desde 2007 vejo os dois lados da moeda … São arremedos de instrutores como a nobre colega que nossa classe NAO PRECISA.

    • Sergio disse:

      Angélica mas que comentário? Você dá aulas? Eu aposto quanto você quiser que se eu fizer 10 perguntas você não responde 10%, só não as faço aqui porque daria para você colar KKKKK EAD ser igual a presencial é o mesmo que contratar um engenheiro formado EAD da mesma forma que um engenheiro formado presencialmente ou seja você nunca irá ver isso. No caso do simulador se vc não percebeu os alunos chegam as aulas práticas com uma base nos pedais e mudança de marcha sim pois no carro você iria fazer o mesmo trabalho inicial mas ficaria muito mais estressada ao final do dia. Aulas noturnas como em qualquer condição adversa é sim uma experiencia proveitosa ao aluno para justamente ele entender as dificuldades e ficar mais atento ou seja qualquer nova situação é interessante ao seu aprendizado. Só lamento seu comentário, parece daqueles que dão aula só por dar.

  6. Hélio disse:

    Angélica, instrutora prática a 13 anos e ainda não aprendeu a ter ética.

  7. Noemia Cortes Suarez Ribeiro disse:

    Isso é tão engraçado se discute um monte de novas regras, mas no momento da aplicação das novas medidas nem sequer fazem testes para ver como vai ser a funcionalidade da nova implantação.No processo de retirada de renovação de CNH se levava no muito três dias uteis, hoje em razão da biometria facial e outros pontos as emissões estão paradas e o profissional do transito em prejuízo, na sede do Detran RJ eles não conseguem habilitar para emissão estamos aguardamos desde dia 11 de novembro e nada da CNH. Como fica quem depende da CNH para exercer sua profissão? O usuário nem sequer tem uma garantia de previsão de entrega do documento e com o passar dos dias as contas só se aproximam, resumindo quem paga é o profissional que fica impedido de trabalhar.

  8. Wagner disse:

    Lamentável saber que estamos correndo sérios riscos por conta de políticos que necessitam provar de qualquer forma que fez a lei tal. Infelizmente não se preocupam com o que realmente importa, a segurança para todos no trânsito. O cúmulo é vermos discursos de barateamento e desburocratização para obter a cnh acabando com uma categoria onde milhares de profissionais simplesmente não mais existirá!
    Absurdo ainda dar legitimidade para que se obtenha a PPD com qualquer pessoa que seja habilitada a mais de três anos, ou seja, sem qualquer tipo de conhecimento técnico, sem qualquer perícia, pior ainda além de desconhecimento técnicos vão poder ensinar pessoas em carros comuns sem o duplo comando , equipamento altamente seguro e eficaz para o ensino.
    Quer acabar com o alto valor da cnh ótimo que assim seja, mas por que não acabam com os impostos, por que não se faz com os cfcs aquilo que se faz com os taxistas os isentando de impostos e diminuído o valor da aquisição do veículo?
    E o combustível por que nosso presidente não discute e acaba com o alto custo do nosso combustível?
    Quer acabar com alto custo ai está ações que podem contribuir.
    Mas não o melhor a fazer é acabar com uma profissão e deixar milhares de pais de família em situação de desemprego!
    Quanto aos pseudos instrutores de trânsito que opinam favorável a este absurdo, só mostra o tipo de profissionais que são.
    Finalizando não mais teremos aulas teóricas aumentando significativamente o número de reprovas e tendo um maior lucro de taxas a serem pagas aos Detrans.
    Simples assim..

  9. Adriano Santana disse:

    Na realidade tudo que está acontecendo é por culpa única dos CFCs que não fizer o dever de casa como deveria ser feito. Trataram os alunos como clientes e aí a vulnerabilidade é fatal. Por exemplo: se todos os envolvidos no processo ensino aprendizagem cobrassem na íntegra o que determina a resolução, não haveria a obrigatoriedade em cobrar: monitoramento, biometria, identificação facial e etc..todos nós somos responsáveis pelos seus atos, porém muitos CFCs com medo de perder clientes se submetem a propostas imorais de alunos que não querem cumprir a carga horária mínima e só querem tirar a CNH na máfia. Agora é tarde e devemos ser criativos e por este motivo criei no Amapá a CNH PARA TODOS por apenas R$ 150,00, isso mesmo, com apenas R$ 150,00 você pode ter a sua CNH atraves de um processo seletivo onde disponibilizo 01 pacote completo com todas as taxas, exames e cursos Teórico e Prático para cada grupo de 20 alunos inscritos. A seleção é feita através de prova escrita de legislação de trânsito. A CNH nunca teve, tem ou terá seu custo baixo s por este motivo criei essa forma de se obter a CNH por apenas R$ 150,00….vamos fazer esse projeto chegar até Brasília e fazer o Governo fomentar os CFCs só invés de tirar esse servico que causará um caos na nossa classe. A idéia é mais ao menos assim: UNIVERSIDADE PARTICULAR/CFC( R$ 2.500,00) X FACULDADE PÚBLICA/CFC(R$ 150,00)…..Adriano Santana/Diretor de Ensino e Proprietário de CFC no Amapá

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *