Publicado em 14 de maio, 2020 as 08h10.

Detran/PR sai na frente e regulamenta critérios técnicos para aula teórica remota

Por Mariana Czerwonka.

Material didático para curso teórico
Foto: Arquivo Tecnodata.

O Departamento Estadual de Trânsito do Paraná (Detran/PR) saiu na frente e divulgou os critérios técnicos necessários à homologação de plataformas eletrônicas, aplicáveis às aulas presenciais remotas. A medida possibilita a continuidade da prestação desse serviço público ao cidadão durante a emergência de saúde pública decorrente do coronavírus (COVID-19).

Em Instrução de Serviço Normativa Conjunta, publicada no Diário Oficial do Estado, o órgão viabiliza a modalidade de ensino remota de aulas teóricas para atender a demanda e necessidade atual dos Centros de Formação de Condutores de reabrirem durante a pandemia.

De acordo com a Instrução, o objetivo é reduzir a circulação e aglomeração de pessoas junto ao estabelecimento dos agentes credenciados.

A aula teórica remota não é obrigatória, é uma alternativa durante esse período. O CFC que não quiser disponibilizar essa modalidade de ensino poderá aguardar a liberação das aulas presenciais.

“O CFC terá que aguardar até que saia uma normativa por parte do Governo do Estado em parceria com a Secretaria da Saúde, para que o Detran possa cumprir a decisão governamental”, explica o coordenador de habilitação do Detran, Larson Orlando.

Regras

Para conseguir essa autorização do órgão, a plataforma deve cumprir alguns requisitos de segurança como ser capaz de validar a biometria facial do instrutor e dos alunos, na abertura da aula, no término e monitorar a permanência dos candidatos na sala virtual durante toda a aula teórica. Além disso, deve disponibilizar interface para usuários, que permita que o instrutor compartilhe, em tempo real, seu vídeo, seu áudio e a tela do seu dispositivo, e que o candidato visualize suas aulas agendadas.

É necessário que o instrutor utilize um dispositivo com acesso à internet e que possua câmera com resolução de 720 pixels e microfone. O sistema deve possibilitar, também, a criação de perfis de usuário personalizados, pelo menos, para instrutor, candidato, Diretor de Ensino e administrador do Detran/PR. Apenas o administrador órgão poderá gerenciar os perfis de usuário e suas permissões.

A abertura da aula somente acontecerá após a autenticação biométrica facial do instrutor. Em seguida, os candidatos devem realizar, da mesma forma, a autenticação biométrica facial para entrar na sala virtual.

De acordo com a norma, em caso de falhas sistêmicas, por parte do candidato, instrutor ou plataforma utilizada a aula será considerada inválida.

Um dos problemas levantados pelos CFCs, que pode ser um empecilho para as aulas teóricas remotas é a qualidade da internet. Sobre o assunto, o Coordenador do Detran diz que antes de adquirir a plataforma, o CFC deverá verificar essas possibilidades de comunicação.

“Não adianta comprar uma plataforma que não funcione ou não seja confiável por falta de comunicação. A gente não sabe o quanto vai custar essa plataforma, recomendamos que verifiquem as condições técnicas da plataforma entre o CFC e o Detran-PR”, afirma Orlando.

Prazos

Conforme a Instrução, os CFCs somente poderão contratar os serviços das plataformas eletrônicas devidamente homologadas pelo DETRAN/PR.

E o prazo para que isso aconteça? Segundo Larson Orlando, não há como precisar.

“As plataformas já estão sendo protocoladas no Detran/PR e tão logo estejam homologadas, elas vão estar disponíveis para que os CFCs consultem e adquiram a plataforma que lhe convier”, conclui.

6 respostas para “Detran/PR sai na frente e regulamenta critérios técnicos para aula teórica remota”

  1. Alvaro j. Pedroso disse:

    PERGUNTA A QUEM POSSA RESPONDER : SERÁ QUE TODAS AS SECRETARIAS DE SEGURANÇA PÚBLICA DO BRASIL TEM ESTE TIPO DE PLATAFORMAS ELETRÔNICAS E CONDIÇÕES TÉCNICAS ? ISTO É REALMENTE VIÁVEL PARA UMA CONDIÇÃO TEMPORÁRIA ? QUEM TIVER UMA RESPOSTA POR FAVOR NOS MOSTRE UMA SOLUÇÃO CONCRETA DE PREFERÊNCIA ANTES DO FIM DA PANDEMIA. QUEREMOS APENAS DAR AULAS .

    • sergio disse:

      Alvaro essas plataformas já existem a um bom tempo pois estas empresas já sabiam sobre essa possibilidade ser implantada só não imaginavam ser tão rápida. O sistema com certeza será definitivo em paralelo as aulas presenciais no pós quarentena. Para nós será um custo maior e com falhas de internet ou sistêmico haverá grande chance da perda de aula total ou parcial caso haja qualquer intercorrência. Imagine um aluno achando que estava na aula e ter que fazer novamente porque o Detran viu ou rompeu a validade desta aula como acontece no sistema de reciclagem hoje. Outra é que o aluno vai colocar a sua foto na câmera e vai dormir ou assistir tv e volta no final para validar quer apostar?

    • Adriano Santana disse:

      Srs. Aqui no Estado do Amapá 10 CFCs já usam a identificação facial nas aulas práticas de moto e carro desde Agosto/2019. Já começaremos a usar tambem no Curso Teórico online e não usaremos mais a Biometria pausada.O sistema se chama SEMAP da empresa SEARCH Tecnologia/DF. A validação das aulas são enviadas ao término de cada aula direto para o sistema do DETRAN/AP e os possíveis erros vão para contingência que depois de analisadas pelo sistema são automaticamente validadas no mesmo dia. Estou a disposição dos Srs. para quaisquer dúvidas. Adriano Santana/Diretor de Ensino do CFC IDEAL/AMAPÁ

  2. analuciaeborys2@gmail.com disse:

    Acho inviável, minha sala tem poucos alunos e a maioria não tem acesso ou intimidade com tanta tecnologia, depois se cair a internet na cidade, queda de energia e ainda os problemas pontuais que já temos com perdas de digitais no sistema atual…a maioria nem tem interpretação de texto…difícil dar certo….essa é a minha opinião.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *