Publicado em 20 de maio, 2015 as 09h13.

Dirigir sob neblina exige mais cuidado dos condutores

Por Mariana Czerwonka.

Neblina na estradaO período de maio a agosto é marcado nas regiões Sul e Sudeste pela maior presença de neblina nas estradas. E essa condição adversa pode aumentar o risco nas rodovias. “Acidentes que ocorrem devido a essa condição normalmente são gravíssimos e podem envolver diversos veículos”, explica Celso Alves Mariano, especialista e diretor do Portal do Trânsito.

Nas estradas, os trechos e horários sujeitos à neblina podem e devem ser evitados, com o correto planejamento da viagem. Algumas concessionárias de rodovias colocam em prática medidas para diminuir esse risco como mensagens através de painéis e organização de comboios- com veículo policial ou da concessionária à frente- guiando os demais.

Alguns cuidados devem ser tomados pelos condutores para diminuir o risco de acidentes nessa situação.

Redobrar a atenção

Estar atento significa ficar permanentemente alerta, em busca de todas as informações necessárias para efetuar uma direção segura. Qualquer displicência ou distração pode ser a causa de acidentes, ainda mais numa situação de pouca visibilidade.

Reduzir a velocidade

É importante manter um ritmo constante, sem acelerações ou reduções bruscas.

Faróis

Em situações com neblina é imprescindível o uso do farol baixo, mesmo de dia. O condutor não deve usar luz alta, pois ela piora a visibilidade, pela grande dispersão de luz emitida sob neblina.

Se precisar parar

O condutor nunca deve parar no meio da pista, por pior que esteja a situação, pois colisões traseiras são muito comuns na presença dessa condição adversa. Parar somente em locais seguros, como postos de combustível ou atendimento da concessionária.

Sinalização

Se a visibilidade estiver totalmente comprometida, use a pintura de faixa da pista como referência do trajeto a seguir.

Sinais sonoros

O condutor deve ficar atento a sinais sonoros externos que possam indicar uma situação atípica à frente como buzinas, sirenes e som de colisão. É ideal deixar a janela aberta, ainda que parcialmente, para poder ouvir melhor.

Vidros do carro

Os vidros, principalmente o para-brisas, devem estar bem limpos. Manter o vidro aberto ou ligar a ventilação dentro do carro ajuda a não embaçar os vidros.

Pisca-alerta

O pisca-alerta não deve ser usado com o veículo em movimento, exceto em situações de emergência.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *