Publicado em 30 de maio, 2017 as 15h40.

Contran regulamenta alterações na iluminação de veículos

A partir de 2021 os carros deverão, obrigatoriamente, conter a luz diurna de série. Além disso, será proibida a troca de lâmpadas originais de fábrica

Por Mariana Czerwonka.

Sistema de iluminação
A Resolução entra em vigor a partir de 2021.

A Resolução nº 667 do Conselho Nacional de Trânsito (Contran), publicada semana passada, estabeleceu um série de  mudanças, novas normas, características e especificações técnicas para os sistemas de sinalização e iluminação de automóveis, camionetas, utilitários, caminhonetes, caminhões, caminhões tratores, ônibus, micro-ônibus, reboques e semirreboques, novos saídos de fábrica, nacionais ou importados.

Dentre as mudanças promovidas pela nova Resolução, destaca-se que os carros novos produzidos a partir de 2021 terão de vir equipados de série com luz de circulação diurna (DRL), que ficam sempre acesas mesmo quando faróis e lanternas estão desligados. Com essa tecnologia o motorista também não precisará mais ligar o farol baixo nas rodovias, como passou a ser exigido desde o ano passado, uma vez que o dispositivo cumpre a mesma função.

Leia mais:

Alinhamento dos faróis evita perda de iluminação à noite e ofuscamento da visão do motorista que trafega na direção contrária
Portal explica funcionamento das luzes dos veículos
Você sabe para que serve cada uma das luzes do veículo? Veja aqui

Proibições da nova resolução

Além disso, a norma proíbe ainda a substituição de lâmpadas dos sistemas de iluminação ou sinalização de veículos por outras de potência ou tecnologia que não seja original do fabricante, ou seja, a substituição de lâmpadas halógenas por lâmpadas de LED não será permitida.  A medida também se aplica para a troca por lâmpadas de temperatura diferente, mais brancas ou azuladas.

A nova determinação estabelece também o limite de instalação e funcionamento simultâneo de no máximo 8 (oito) faróis, independentemente de suas finalidades. Fica proibido ainda a colocação de adesivos, pinturas, películas ou qualquer outro material que não seja original do fabricante nos dispositivos dos sistemas de iluminação ou sinalização de veículos, como por exemplo, máscara negra, verniz vitral e insulfilm nas lentes.

A Resolução nº 667 está em vigor desde a data de publicação, porém segundo o Artigo 12 os efeitos da mesma entrarão em vigor somente a partir de 1º de janeiro de 2021.

De acordo com a mesma Resolução, até 2023, as fabricantes terão de encontrar uma solução para os demais modelos feitos anteriormente a 2021 e que não possuem a tecnologia DRL- a regra não contempla as motocicletas.

Confira na íntegra a Resolução nº667/17: CLIQUE AQUI.

76 respostas para “Contran regulamenta alterações na iluminação de veículos”

  1. WANDERSON ATHAYDE disse:

    O Carro é meu e eu faço o que quiser.

  2. Wald Queiroz disse:

    Ao meu ver o § 5º afirma que é proibida a substituição de lâmpadas dos sistemas de iluminação ou
    sinalização de veículos por outras de potência ou tecnologia que não seja original do fabricante.

    No Art. 12., se opõe que a Resolução 667/2017 entra em vigor na data de sua publicação, produzindo
    seus efeitos em 1º de janeiro de 2021, sendo facultado antecipar sua adoção total ou parcial, ficando convalidadas, até a data de sua publicação, as características dos veículos fabricados de acordo com a Resolução CONTRAN nº
    227, de 9 de fevereiro de 2007, e suas alterações.

    A norma gera uma obrigação (é proibida a substituição de lâmpadas) e posteriormente estabelece a data em que
    tal obrigações terão eficácia, ou seja, 1º de janeiro de 2021, sendo que a faculdade disposta no art. 12 (sendo facultada antecipar sua adoção, total ou parcial) é dirigida aos proprietários e os fabricantes de veículos, vez que são eles aqui os sujeitos das obrigações.

    Para que a norma produza efeitos é necessário que ele detenha: VALIDADE, VIGOR e EFICÁCIA. Assim, ela é válida por ter sido editada pelo CONTRAN, está em vigor em razão de constar que a mesma entrou em vigor na data de sua publicação, mas não possui eficácia por ter estabelecido uma condição temporal para a Resolução, e não para artigos específicos passarem a produzir efeitos.

    Sendo assim, no meu entendimento ainda se aplica a Resolução 227/2007 por nela estarem presentes os requisitos de VALIDADE, VIGOR E EFICÁCIA. Só a título de exemplo, a mais de 10 anos eu sustentava que um carro não podia ser apreendido em blitze em razão de atraso no pagamento de IPVA e hoje esse é o entendimento dos Tribunais Pátrios sobre o tema.

    • valdecir ballmann disse:

      Concordo, não podem mais ser apreendidos, mas ainda podem ser removidos. Só quem tinha o poder de aplicar a punição de apreensão do veículo por infração de trânsito era a autoridade de trânsito. Os agentes apenas aplicam a medida administrativa de remoção, não devemos confundir ambos. A remoção continua em vigor pleno.

    • Tony Marques Honorato disse:

      E ainda acho muitíssimo branda essa regulamentação. Ninguém respeita nada aqui. Todo mundo usa luz de led, farol de milha e xênon, cegando quem vem na frente. Nunca soube de algum desses safados serem multados.

      • Ramon Lopes disse:

        Infelizmente por esses babacas, que quem tentar fazer o certo fica prejudicado.
        Eu tive que modificar os sistema do meu veículo, pois o original era absurdamente fraco, (Honda Fit Gd1), porém, mesmo comprando o led XHP-50 cree, com foco em silício e tudo mais, não tive a melhoria esperada, em comparativo de frente em pé eu ficava cego. Tirei e instalei um sistema de projetor com essa lâmpada, iluminou absolutamente bem, e de frente, só vê que está ligado mas pode olhar diretamente pra lâmpada que não irrita à vista.
        Isso chama-se bom senso, tive pouca melhoria então busquei uma alternativa, que sempre tem, com custo mas tem…

        • Ramon Lopes disse:

          Agora vou ter com essa nova legislação tirar tudo que me traz segurança e aos outros pois ilumina toda minha frente, sou bem visto independente das condições adversas, e mesmo olhando diretamente para o farol não irrita em nada.
          Mas tem que mudar mesmo, mas deixar a possibilidade independente dos custos para quem quer e faz o certo, não generalizando! Dava pra flexibilizar

      • A C Leal disse:

        Infelizmente a lei nao e para todos. Enquanto ricos podem ter xenon e leds em seus carroes importados as pessoas comuns nao podem equipar seus carros? Dentro dos limites permitidos? Farois nao causam acidentes, mas buracos nas vias nao tenham duvida. Nesta semana morreram duas pessoas por csusa de buracos na rodovia. Mas a caneta afiada do amigo acima so funciona pra multar uma lampada de led aue tem tecnologia superior às halogeneas ultrapassadas.

    • Marcelo disse:

      Excelentes explicações!! Veja o ocorrido comigo nesse final de semana no meu outro comentário aqui desta mesma página. Se puder me ajudar, antecipo agradecimentos.
      Abraços.

    • josé roberto disse:

      wald queiroz concordo plenamente com o nobre colega

    • Victor Lozano disse:

      Art. 1º Esta Resolução estabelece as características e

      especificações técnicas dos sistemas de sinalização,

      iluminação e seus dispositivos aplicáveis a automóveis,

      camionetas, utilitários, caminhonetes, caminhões,

      caminhões tratores, ônibus, micro-ônibus, reboques e

      semirreboques, novos saídos de fábrica, nacionais ou

      importados.

      O artigo nao cita motocicletas, motociclos, motonetas ou qualquer veiculo do genero. Ha uma brecha na lei para que veiculos do tipo nao sejam multados ou tenha recurso garantido?

  3. OFICINEIROS xxx disse:

    O carro é meu, coloco xenom e cego quem tem a caneta pra assinar o auto de infração!

  4. Eduardo Fernandes disse:

    Vixi, então lascou, pois vou ter que fazer um arrastão nos faróis do carro, pois estou usando led H7 e HB3, pior que dei as halogenas originais e as super brancas que eu estava usando antes de instalar as leds.

  5. Armando Boni disse:

    A Resolução 667/2017 proibe a troca de lâmpadas mas em seu início diz que:
    “RESOLUÇÃO Nº667, DE 18 DE MAIO DE 2017
    Estabelece
    as características e especificações técnicas dos sistemas de
    sinalização, iluminação e seusd ispositivos aplicáveis
    a automóveis, camionetas, utilitários, caminhonetes, caminhões,
    caminhões, tratores, ônibus, micro-ônibus, reboques e semirreboques, NOVOS SAÍDOS DE FÁBRICA, nacionais ou importados e da outras providências.”
    Será que só vale para os veículos novos? Ai os usadoe ficam fora dessa regulamentção.

    • Mariana Czerwonka disse:

      Armando

      Vou encaminhar a sua dúvida para nosso grupo de especialistas. Provavelmente ela seja respondida na nossa próxima Live do dia 14/09.

      Obrigada pela participação!

  6. Walter Brito disse:

    Isso é uma vergonha!! Tantos assuntos mais urgentes e necessários (como mudanças no código civil processual, código penal, etc), vem essa resolução feita pela burguesia tratar de luz de farol. Ah!!!! faça-me o favor.

    • Victor Santos disse:

      Cada um com sua competência, código civil, penal, etc, não compete ao CONTRAN, este por sua vez fez a sua parte legislar sobre o trânsito. Quanto a substituição por lâmpada de LED tem que verificar a parte técnica pois a caixa que recebe a lâmpada halógena é preparada para esse tipo de lâmpada, podendo uma lâmpada de potência diferente ofuscar o condutor do veículo em sentido contrário.

      • Walter Brito disse:

        Pois bem senhor Victor Santos, Vamos trabalhar com a prática. Provavelmente o senhor deve ter veículo e já se deparou com alguns imbecis que andam com seus carros com faróis desregulados iluminando as copas das Árvores, Independente de ser Xenon ou não, o problema todo não é a lâmpada é quem está atrás do volante que dirige irresponsavelmente. seria essa legislação um propósito a mais ao invés de usar uma legislação que já temos, uma legislação que simplesmente falta fiscalizacão. A minha observação é quanto cria-se mais uma lei e não usar as leis que já temos simples, farol desregulado seja xenon, led ou Alogena , meu irmão, é multa e apreensão só isso.

        • Victor Santos disse:

          São situações, ou melhor infrações diferentes, uma coisa é utilizar Xenon ou é utilizar LED que se caracteriza como alteração no sistema de iluminação. Em nenhum dos casos a medida administrativa é apreensão do veículo, isso foi excluído do código de trânsito, e nem tão pouco remoção, no máximo uma retenção do veículo. Quanto a resolução não é uma lei e sim uma regulamentação, parâmetros, para aplicar a lei, e a resolução anterior deixa aberta a interpretação do que seria
          permitido ou não, pela resolução vigente utilizar lâmpada de LED na luz interna do veículo é uma infração de trânsito, não seria preciosismo demais?! Não seria necessário um alteração na resolução como foi feito pra evitar situações como essa?

      • GEOVANE disse:

        Victor Santos esse seu ctrl+c e ctrl+v ta foda vc conhece alguém que trabalha no Detran ou Dnit essas palavras. Eu conheço quando alguém vai fazer uma defesa de sinalização com problemas eles não verificam apenas ctrl+c e ctrl+v acabou a pessoa fica no prejuízo…Mas o que eles tao fazendo e para arrecadar dinheiro igual aos extintores sem serventia.

      • pedro disse:

        “a caixa que recebe a lâmpada halógena é preparada para esse tipo de lâmpada” pois então meu amigo, acredite você ou não mas existem lâmpadas LED próprias para essas ‘caixas’, e que conseguem iluminar melhor que as lâmpadas que vem de fábrica nessas ‘caixas’. Um exemplo: Philips Xtreme Ultinon.

        Essa lei, como está, é burr@ ou mal-intencionada.

        • Victor Santos disse:

          Cara, eu não estou dizendo que a lâmpada de LED é pior ou melhor que a halógena, nada da pra dizer isso sem especificar o potência da lâmpadas entre outras coisas, mas e claro e notório que o condutor/proprietário do veículo precisa identificar o tipo de lâmpada ideal para o seu veiculo e isso felizmente ou infelizmente hoje so e feito pelo INMETRO. E não fazer isso ocasiona muitas vezes os problemas que vemos na ruas lampadas potentes de mais causando o ofuscamento dos demais condutores ou fracas demais tornando inadequadas para a função desejada.

          • Elimar Russi Neto disse:

            Bom Victor, e é por isso então que as pessoas deveriam poder regularizar tal situação, em algum orgão de trânsito, pagando uma pequena taxa e não grandes absurdos como para outras alterações de característica do veículo, ou apenas deveria ser disponibilizado ao público uma lista de lampadas alternativas disponíveis para tal modelo de veículo e caso o cidadão seja parado por uma autoridade, devera apresentar ou o documento informando a autorização da iluminação alternativa ou se o caso do exemplo 2, a autoridade deverá verificar se a iluminação do cidadão se enquadra a lista disponibilizada, todavia, isso se torna mais difícil e muito complexo para os legisladores, pois envolve muito esforço, então é mais fácil para todo o poder público apenas autuar o indivíduo, enquanto os importados podem andar tranquilamente com o seu xenonzão ou seu led bonitão ligados (em muitas das vezes o carro desse pessoal tem led ou xenon, ou seja, só se preocupam com eles, o tal abuso de poder por baixo dos panos).

      • A C Leal disse:

        O governo tem que parar de se meter na vida das pessoas e cuidar melhor das vias.

  7. bicofluzao disse:

    proíbem ,mas se você pagar ai pode , ai naum prejudica e nem perigoso pra causar acidente !!! se e LEI e LEI ou seria uma LEI com taxas pra engordar os cofres públicos ………………………………..

    • Victor Santos disse:

      Se pagar? Não seria se o proprietário adequar o seu veículo a partir de uma autorização do órgão competente, passando devidamente por uma análise técnica para identificar o tipo de lâmpada permitido para aquela caixa de de espelhos que forma o sistema de iluminação do veículo?!

      • pedro disse:

        Certo, mas como fazer isso atualmente? Havia uma lei/resolução/sei-la-o-que que legalizava o xenon mediante análise, mas foi revogada.

        • Victor Santos disse:

          A legalização do LED e simples basta solicitar a alteração junto ao DETRAN do seu Estado, que o mesmo encaminhará o proprietário ao INMETRO onde será realizado testes para identificar qual o tipo de lâmpada de LED que se adequa a caixa de espelhos do seu farol, com o laudo que tem um custo alto (entre 500 e 600 reais) o proprietário retorna ao Detran onde será emitido um novo CRLV com a informação no campo de observações.

          • pedro disse:

            Colega, a qual estado você se refere? Entrei em contato com a empresa que faz as vistorias aqui (Blumenau/SC) e informaram que não é possível fazer essa regularização: se o carro saiu com lâmpadas de filamento, deve permanecer com elas.

            Na página do DETRAN/SC há também um formulário para requisição de alteração de características, porém não há opção para “sistema de iluminação” (o mais próximo seria “sistema de segurança”).

          • Victor Santos disse:

            Boa tarde Pedro, procure o INMETRO no seu Estado para que seja feito um laudo atestando o tipo de lâmpada de LED possível de instalação e posteriormente entre em contato como Detran do seu Estado via protocolo solicitando tal modificação conforme laudo e anexe cópia do laudo. Estados que conheço onde está sendo realizado dessa forma Pernambuco e Paraíba. Espero ter ajudado. O laudo do INMETRO aqui custa 550,00 reais

          • Felipe Eduardo Fernandes disse:

            Victor, você e de PE?
            Hoje fui parado pelo bptran, e os caras foram em cima dos leds,conversamos e fui liberado… Estou pensando em regularizar pra evitar esse tipo de transtornos, vc tem ZAP?

    • sergio augusto disse:

      E O Brasil na idade media, o led veio para substituir lampadas halógenas !! e claro que a lei e para gerar multas e proteger o lob das fabricas das medievais lampadas halógenas.

      • Victor Santos disse:

        Precisa observar a parte técnica, uma simples observação entre veículos que vem com o led de fabrica e as lâmpadas de LED compradas nas oficinas e instaladas sem observar a tipo ideal, identificado pelo INMETRO, fica claro a ineficiência ou em outros casos o dano que causa ao demais condutores. Por isso precisa fazer os testes adequados antes de simplesmente substituir a lâmpada. Para um automóvel a regulamentação custa em torno de R$800,00.

  8. Marcio Martins disse:

    eu tenho uma gol gola e quem tem um sabe que a sua iluminação de FABRICA é muito precária, varias vezes me vi deligando os faróis na estrada pra ver se estão acessos mesmo!!! fiz modificação que melhoram a iluminação e segurança e sem ofuscar outros motoristas, mas ele não querem nem saber se ficou mais segura pra mim e para os outros, as especificações deveriam ser encima das características do faixo de luz e não nas lampadas em si!

  9. Ricardo Alexandre Muller disse:

    Eu acho que se ha uma forma de pagar e regularizar, nao deveria ser proibido mais e proibido e tem gente que por meios dos orgons consegue fazer a mudanca ai vem no Documento Sistema de iluminacao alterado, porem ate a lampada original se estiver desregulada ofusca quem vem contra, acredito que se tiver um produto e uma pessoa que instale com qualidade faca a verificacao de intensidade de luz que existe locais apropriados pra isso deve se ter uma forma de documentar, sendo assim, nao estando fora da lei, no codigo de transito Art 98 informa que para qualquer alteracao deve se pedir ao orgao para que seja feito um laudo para tal alteracao cansei de vir na estrada a noite com o meu farol original e os novos carros exemplo novo civic vim com as lampadas de LED ligada ofuscando todos contra se e proibido entao nem deveria vir em nenhum carro ou melhor nem deixar entrar esse tipo de lampada no pais ja que e de facil acesso a todos comprar as lampadas de led e xenon bem procuradas

  10. pedro disse:

    Existem lampadas LED próprias para faróis “que não saíram de fábrica com lâmpadas LED”; proibindo dessa forma, sacramenta-se o atraso por imposição legal. Além disso, como está escrito deixa margem para algumas confusões de interpretação:

    “§ 5º É proibida a substituição de lâmpadas dos sistemas de iluminação ou sinalização de
    veículos por outras de potência ou tecnologia que não seja original do fabricante.”, porém “Art. 6º Serão aceitas inovações tecnológicas, ainda que não contempladas nos requisitos estabelecidos nesta Resolução, desde que sua eficácia seja comprovada através de certificação ou legislação internacional reconhecidas pelo órgão máximo executivo de trânsito da União.”;

    “Art. 12. Esta Resolução entra em vigor na data de sua publicação,” porém “produzindo seus
    efeitos em 1º de janeiro de 2021, sendo facultado antecipar sua adoção total ou parcial,
    ficando convalidadas, até a data de sua publicação, as características dos veículos fabricados
    de acordo com a Resolução CONTRAN nº 227, de 9 de fevereiro de 2007, e suas alterações.”.

  11. gilmar Rodrigues disse:

    Queria colocar as barras de led no faróis eliminando a lâmpada de pisca pela barra led com pisca será que posso colocar não da multa essa modificação se no veicula essa barra de led não vem equipado

  12. gilmar Rodrigues disse:

    Meu veículo e. Ford Ka sedan 2018

  13. Frederico cruz disse:

    Legislação ridícula como sempre.

  14. Evandro disse:

    Então, sei que colocar uma lâmpada de LED em um farol “convencional” (que é espelhado por dentro) não é permitido. Mas posso trocar o farol (não só a lâmpada) por um farol moderno de LED e depois disso é só ir em um Detran e fazer a alteração? E a luz de freio e piscas podem ser de LED também?

    • Mariana Czerwonka disse:

      Evandro

      Essa informação pode variar bastante de estado para estado. Sugiro que antes de efetuar a mudança, faça uma consulta ao Detran de seu estado sobre essa possível mudança.

      Equipe Portal

  15. Rondinelli disse:

    O Brasil assim como sua legislação só regride!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

  16. S Silva disse:

    Ontem fui parado em uma blitz, Meu farol lateral estava com um Pingo de led T10, o guarda queria $ com certeza, troque as leds por lampadas halogenas e o mesmo aplicou a multa, prefiro pagar R$ 100,00 e ter os pontos na carteira, que pagar 50 reais para um Agente da “LEI”, que tira proveito disso para ter fins lucrativos, Enfim.

    Esse é o Brasil que eu não quero para o futuro, onde nem em nossos carros podemos fazer oque queremos.

    • Marcelo disse:

      Aconteceu o mesmo comigo, informei a situação no comentário feito um dia após o seu. Também fui autuado no mesmo dia. Vc é de qual cidade??
      Vamos entrar com recurso, certamente e compartilhar informações e conhecimentos para o mesmo.
      Estou frustrado com essa autuação. Vc teve seu documento retido?
      Abraços.

  17. Marcelo disse:

    Em um veículo com um conjunto optico monoparábola, ou seja, lâmpada do farolete e do farol no mesmo bloco, poderia substituir a lampada do farolete (pingo) por uma de led e manter a do farol principal?? Fui autuado usando led no farolete, sendo que meu farol principal possui as halógenas 55w originais. Pelas resoluções do CONTRAN, nem é obrigatório um carro ter lampada de farolete (conhecido como luz de posição ou luz de rodagem diurna). Eu contestei o agente que veio me autuar e ele não quis nem me ouvir, veio com a falação do art. 230 do ctb e não me citou em momento algum, a resolução que dispõe sobre o uso de iluminação em LEDs. Estou indignado, ja parei em dezenas de blitz e nunca contestaram a miséria da lampadinha de led no farolete. Absurdo isso. Se alguém souber sobre LED nos faroletes, avisem-nos Não há nada claro na internet a respeito de led nos faroletes, é tudo muito vago e contraditório. Antecipo agradecimentos.

  18. Marcello disse:

    No meu ver acho que estes (especialistas em trânsito)nem eles sabem o que dizem. Pois primeiro inventaram a lei do kit primeiros socorros,depois o uso de extintor de incêndio,agora sobre a iluminação,daí fico me perguntando,será que eles sabem o que estão falando ou só querem mostrar que acham que sabem trabalhar.
    Pois cada coisa que inventam tudo é só para fazer o brasileiro (trouxa) gastar o pouco dinheiro que se ganha.
    Aqui na Itália as autoridades estão sempre estudando sobre como evitar acidentes,tais como:estradas em boas condições, proteção nas pontes reforçadas, sinalização das estradas,e o que menos eles implicam é com iluminação dos veículos.
    E até hoje nunca surgiu algum acidente causado por iluminação de veículo alterada.Como diz o ditado,o brasileiro sempre tentando tirar o dinheiro dos meios menos importantes.
    Por este motivo que sai deste país que um dia eu tive orgulho de nascer e crescer.

  19. agora colocar policia na rua tapa buraco e colocar medico para acidente ninguem que ne brasileiro tem que comer capim mesmo e so burro que so pensa em tomar cerveja e brigar por time de futebol o burrus ja ouviram falar em uniao quem manda e o poo fazer igual aos caminhoneiros ou e com gente que ou ninguem paga mai ipva ninguem vai ter como prender toda frota do brasil mais como lula flou palavras sabia o brasileiro tem que tirar o bundao da cadeira

  20. ANDERSON disse:

    Concordo eles proibirem o uso de xenon sem o uso de projetor pq ela ofusca bastante. Em relação ao led discordo. Acho que deveria ter o bom senso do agente de transito. Existem leds de boa qualidade que iluminam bem e não ofusca outras pessoas. Já existe leds de baixa qualidade que ofusca. Aí esses o agente deveria multar.

  21. Adriano disse:

    Legal isso…agora vão ficar atentos com a iluminação que esta tudo em ordem e se não for com sua cara podem dizer q esta irregular e aplicar uma multa.
    Agora os FDP que andam com faróis e lanternas queimadas não fazem nada. Quantos já nao vi rodarem assim nas estradas e rodovias.
    Até mesmo carros oficiais.

  22. Freire disse:

    Bom… Existem modelos de farol de neblina amarelo. Como a fiscalização vai saber que um farol específico está pintado ou sua lente e de fato amarela? Há tanta diferença assim entre o pintado e o amarelo de fabrica? Digo pq tenho cibies serra 2 e to pensando em usar amarelo

  23. Leonardo Vieira disse:

    um bando de mané com comentários que fortalece a intervenção do estado em algo privado. Claro que deve haver leis, mas as normas não deveriam proibir as melhorias nos veículos.

  24. Juliano Silva disse:

    Sacanagem isso, até a luz de led e super branca vão ser proibidas, sendo que são mais fracas que as originais amarelas, o xenôn até concordo em proibir por que é forte e realmente atrapalha, mas led e super branca não atrapalham, tenho no meu carro led na meia luz e super branca h4 no farol e é mais fraca que a original amarela que tinha antes!! Um cara que cria uma lei dessa só pode ser chamado de corrupto, embora a legislação de trânsito inteira é uma corrupção que está aí só pra ferrar com a vida dos brasileiros, e pesar no nosso bolso com impostos, multas, taxas, e ainda tem muita gente que apoia tudo isso, não posso acreditar nisso!! A gente compra nosso próprio carro, paga imposto todo ano e não tem o direito de fazer o que quer, esse Brasil sempre foi um lixo mesmo cheio de corrupção, roubalheira e povo burro que é a favor desse tipo de lei!!

  25. Roberto Novaes Motta disse:

    Lendo os comentários acima, fico a pensar o que fazer com meu Jeep 1980 , que tem: farol angel Led 7”; barra Led 1.25 metros; 2 faróis auxiliar milha Led 4” e 2 faróis de milha Led.
    Tentei com meu despachante fazer a alteração de iluminação junto ao DETRAN. Foi encaminhado ao INMETRO, alegaram na fazer laudo em carro antigo.
    Pusera, criam dificuldades para conseguirem facilidade(R$)…
    Pelo visto o certo é nos trocarmos e voltarmos para o original.
    Lamentável. O novo governo poderia acabar com a resolução 667 e criar outra , resumida e dando condições a qualquer veículo fazer modificações no seu veículo.

  26. Roberto Novaes Motta disse:

    Moro e Rio das Ostras RJ .
    O DETRAN e INMETRO são de Macaé. RJ

  27. Cristiano disse:

    Sim. Mais não entendo pq não posso botar led e regularizar dentro da lei até mesmo feito pelo Inmetro para não ofuscar a visão de outros sendo que alguns carros novos podem vim até mesmo com xenon ofuscando a visão de outros tbm?

  28. Cristiano disse:

    Que lei é esse que permitem esses carros novos até mesmo com xenon que já fui prejudicado muitas nas estradas por ser um caminhoneiro e viajo o brasil todo vendo essas lâmpadas em carros novos sendo que eu não posso ter um simples led que não machuca a visão dos meus colegas na estrada como o xenon muchuca? Isso é lei correta do Brasil ou é um simples egoismo tbm?

  29. Cristiano disse:

    É por isso que digo isso Roberto Novaes carros de fabrica podem até xenon ofuscando tua visão e vc com uma troca de lâmpada ou farol mais simples que um xenon não pode. Pq vai ofuscar a visão dos outros. Agora de uma pergunta pros canetiador. Carro novo de fábrica não prejudica a visão e nem ofusca?

  30. Cristiano disse:

    E ainda por cima ficam brincando de canetear como falam. Pq meu caminhão é 2018 e não fiz alteração nem uma e equipado de fábrica com drl e fui multado por farol apagado. E caneta corrupta ou lei porca? Que informação podem me dar sobre isso?

  31. Cristiano disse:

    Pois é Juliano Silva e depois o egoista somos nós. É isso aí mesmo meu amigo.

  32. Ramon José de Lima Soares e silva disse:

    Somos comerciante de lampadas automotivas ha mais de 12 anos e com muito custo, conseguimos a jurisprudencia para legalização do xenon, o que beneficiou todo o Brasil, na epoca, e possuimos um corpo juridico que estão trabalhando pela causa. Logo em breve teremos jurisprudencia para EVOLUÇÃO DE TECNOLOGIA, sendo que os led se adequam perfeitamente as normas impostas. Sem demais, não é alteração de caracteristica….

  33. sergio marques de almeida disse:

    uma vergonha vivemos em um pais cheios de politicos covarde ladroes umas leis que so sao feitas para prejudicar a quem trabalha pra manter uma corja de malditos la dentro que so sabem ferrar com a vida de quem tenta trabalha diguinamente nesse pais .pois mas uma ves o detram o contram pegando o nosso denheiro,,,isso nunca vai acabar ,

  34. Deividi disse:

    Fui autuado e tive os documentos retidos por ter instalado DRL no Gol. Na minha opinião tinha feito uma melhoria para não precisar me preocupar em ligar os farois durante o dia.

  35. Ernany Drugowich da Gama Lobo disse:

    Tudo pra gerar propina!!!
    Alguns carros necessitam de alterações para o uso extremo, ex: uso off road, uso em fazendas, uso em estradas sem sinalização, uso para trabalhos pesados como guincho, reboque etc.
    Por que não seguem o que já deu certo em paises como os EUA?
    Aqui corruptos criam dificuldades, para vender soluções = Propina!!!!!

  36. Elielson disse:

    Monte de idiato comentando merda, estão vendo que essa medida é apenas para arrecadar, eles não estão nem aí para segurança de ninguém ou seja se estivesse msm não permitia o led nem de fabrica.
    Acho q podiam liberar o projetor que até acho q é mas seguro pq podemos da o corte na altura legam que não venha ofuscar quem vem de frente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *