Publicado em 27 de julho, 2014 as 10h17.

Cinto de segurança: animais de estimação precisam usar

Por Mariana Czerwonka.

Transporte de animaisO cinto de segurança é equipamento indispensável e obrigatório para todos os ocupantes dos veículos, assim como para animais de estimação.

“Não são apenas as pessoas que precisam utilizar o equipamento, se o condutor vai levar o animal de estimação como cachorro e gato, eles também precisam estar com cinto e sempre no banco traseiro”, lembra o gerente de Operações da concessionária Rodovias do Tietê, Orlando Garcia.

O cinto para animais de estimação é simples, uma coleira peitoral, casinha ou cadeira especial, encontradas em pet shops, com adaptador que prende ao encaixe do cinto de segurança no veículo.  O equipamento evita que o animal se movimente dentro do carro e, em caso de acidentes, não seja arremessado contra o vidro ou até mesmo ejetado para fora do veículo. Não é permitido o transporte do animal com a cabeça para fora da janela.

O cinto é necessário tanto em viagens que utilizam rodovias, como em trajetos curtos, como ir até a padaria, buscar os filhos na escola ou levar o animal para o pet shop e veterinário.

As regras no transporte dos animais estão no Código de Trânsito Brasileiro (CTB). O Artigo 235 diz que conduzir pessoas, animais ou carga nas partes externas do veículo, salvo nos casos devidamente autorizados é infração grave, com multa de R$ 127,69 e cinco pontos na carteira. Já no artigo 252 traz que dirigir o veículo transportando pessoas animais ou volume à esquerda ou entre os braços e pernas tem multa de R$ 86,13 e quatro pontos na carteira.

A Rodovias do Tietê é responsável pela manutenção e operação de 406 quilômetros de rodovias: rodovia Marechal Rondon (SP 300), rodovia Prof. João Hipólito Martins (SP 209), rodovia Jornalista Francisco Aguirre Proença (SP 101), rodovia Bento Antônio de Morais (SP 101), rodovia Dr. João José Rodrigues (SP 113) e Rodovia do Açúcar (SP 308). Em casos de emergência no trecho, os usuários podem entrar em contato com o Centro de Controle de Operações pelo 0800 770 3322.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *