Publicado em 16 de agosto, 2019 as 13h53.

Sala de Visitas: Bike Anjo e desafios da ciclomobilidade

Por Celso Mariano.

Neste programa Sala de Visitas o nosso Diretor Celso Alves Mariano recebe no estúdio do Portal do Trânsito, o Diretor do Centec e Articulador Bike Anjo, Pedro Arruda. O papo é sobre bicicletas, o mais badalado, discutido, criticado e, ao mesmo tempo, elogiado modal de transporte dos últimos tempos.

Números recentemente publicados dão conta de que o Paraná é o terceiro estado mais violento quando o assunto é acidente de trânsito envolvendo ciclistas. Celso e Pedro, que são colegas na Câmara Setorial de Trânsito da Associação Comercial do Paraná, abordam nesta conversa os diversos aspectos do universo da bicicleta em nosso país.

Como lidar com quem não gosta dos ciclistas?

No 4º minuto do vídeo, Celso pergunta sobre como se deve lidar com os outros usuários do trânsito que consideram a presença dos ciclistas nas vias um incômodo. Pedro tem uma larga experiência como ciclista e também como estudioso do trânsito e essa vivência baliza a análise que ele fez sobre a situação.

Investimentos para a ciclomobilidade

Os investimentos por parte da parte pública estão ocorrendo bem?

É sabido que “basta investir em infraestrutura adequada, que os ciclistas virão”.

Mas o que aconteceu recentemente em cidades como Curitiba e São Paulo “quebrou” uma tendência que parecia irrefreável, após as mudanças de administração nas duas cidades. Ao contrário do que acontece com automóveis, os acidentes com bike estão acontecendo mais em áreas desestruturadas (com carros e nas áreas estruturadas). Pedro cita o caso da Avenida Sete de Setembro de Curitiba, cuja faixa para ciclistas instalada em 2017 (veja aqui) contribuiu muito para a ciclomobilidade.

Ciclistas vítimas da violência do trânsito

No 10º minuto, Celso e Pedro comentam sobre dados que colocam o estado do Paraná como um dos que mais faz vitimas ciclistas. Esses dados fogem completamente do que era esperado: quanto mais ciclistas, menos acidentes, segundo o padrão verificado até então. Celso conta sobre entrevista recente na RICTV (assista aqui).

Estímulos
É preciso estimular e conscientizar sobre o uso de bicicletas, ou isso ocorre naturalmente? A partir do 15ª minuto, Pedro faz uma análise sobre as políticas e metodologias pensadas, estudadas e aplicadas para a ciclomobilidade.
Educação

A partir do 18ª minuto o assunto gira em torno dos desafios de se educar para a cultura da bicicleta. Pedro conta do seu trabalho no Centec, na formação de condutores, em que se esforça para preparar os novos instrutores para a mobilidade vista de forma mais ampla, considerando os pedestres e todos os modais do trânsito.

Futuro para as bikes e o fenômeno patinetes

No minuto 22ª Celso faz para Pedro a pergunta que todos os convidados do Sala de Visitas respondem: qual é o futuro do trânsito? Pedro fala sobre a febre dos patinetes de aluguel, analisando os impactos disso na mobilidade e a necessidade de um adequado preparo de todos, para estas novas realidades.

Acesse os artigos da Coluna Ciclo Iguaçú

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *