Publicado em 27 de outubro, 2017 as 08h28.

O medo ou insegurança de dirigir. Por quê?

Por Anna Maria Garcia Prediger.

Medo de dirigir
Foto: Arquivo Tecnodata.

Quanto atingimos a maioridade, passamos a ter direitos que antes não tínhamos, e o mais desejado ou um dos mais desejados, é o de tirar a tão sonhada carteira de habilitação e conquistar sua independência.

Hoje estou trabalhando com isso, e não são poucas as pessoas que tem me procurado para perder essa insegurança. Muitas pessoas não conseguem entender como alguém que passou por todo o processo de habilitação, inclusive as aulas práticas, tem medo de dirigir.

Bom, primeiramente, temos que verificar o perfil destas pessoas. Geralmente (80% dos casos), são mulheres. Segundo a psicóloga Neuza Corassa, são pessoas inteligentes, sensíveis, humanas e que não gostam de críticas, pessoas perfeccionistas. Isso acaba mexendo e muito com a autoestima dessas mulheres (e homens também), pois sabem que já passaram por isso, mas agora não conseguem mais, travam só de pensar em dirigir, sendo que muitas vezes lidam com coisas muito mais complicadas no dia a dia.

Muitas pessoas tem um real motivo para terem este medo, como um trauma passado na direção do veículo. Uma pessoa perfeccionista, caso se envolva em um acidente, que pode ocorrer com qualquer motorista, inclusive os melhores, tende a não aceitar se envolver em um evento desses, e não quer mais saber de dirigir. Esse medo, geralmente, deve ser tratado por profissionais de psicologia.

Porém, como tratar alguém que passou pelo processo, e talvez por demora, ou por não ter alguém paciente ao lado, não consegue pegar o próprio carro? Essas pessoas, apesar de acharem que tem medo, na maioria das vezes, sentem insegurança, pois as aulas foram realizadas com profissionais da direção, e querendo ou não, ela sabia que aquele profissional tinha algum controle sobre o veículo. Agora, ela está por conta própria, em um carro diferente ao qual treinou e sem aquele profissional, e isso pode trazer insegurança para qualquer condutor recém-habilitado. Insegurança, pois não vai ter uma pessoa do lado, muitas vezes, para ajudar a ligar o carro se morrer, ou “desbravar” uma grande ladeira, com um “PARE” no fim ou um semáforo.

Enfim, isso tem solução, basta ter alguém com paciência ao seu lado, que sabe que também já passou por isso um dia, e que agora é a sua vez, e estar pronta para te ajudar. Com dicas que irão fazer você retomar essa segurança, e ter a liberdade de dirigir o seu veículo por onde precisar, após perder essa insegurança, você irá perceber que é muito mais fácil do que pensava e conseguirá dirigir qualquer carro que vier a ter ou precisar conduzir, pois é somente a falta de prática, e como dizem (mesmo não concordando 100%), a prática, leva à perfeição!!!