Publicado em 23 de maio, 2015 as 09h50.

Sinalização de LED é tendência em vias públicas brasileiras

Por Mariana Czerwonka.

Sinalização de LEDA economia de energia chega até 90% se comparada com a tecnologia incandescente

A tecnologia LED está cada vez mais sendo utilizada para a modernização das vias públicas no Brasil, não se restringindo apenas à iluminação. Seu uso na área de sinalização tem demonstrado grandes benefícios para as cidades, como uma economia de até 90% no consumo de energia, se comparada com a tecnologia incandescente.

Um exemplo recente foi a modernização de todos os semáforos da cidade de Ribeirão Preto, em São Paulo. O projeto, originado e elaborado na Companhia Paulista de Força e Luz (CPFL) e recebido pela Prefeitura da cidade sem custos, englobou a implementação de mais de 6500 módulos LED da GE Lighting realizada pela CPFL Serviços. O objetivo era conseguir um melhor controle de tráfego, economia de energia e baixo custo de manutenção.

Além da eficiência energética, a tecnologia não produz o que é conhecido como “efeito fantasma”, ocasionado pela incidência de luz solar no semáforo, produzindo a falsa sensação de que um foco que está desligado está iluminado. “Buscávamos tecnologias altamente eficientes, com baixa manutenção e de fácil instalação. A GE Lighting nos apresentou uma solução adequada às necessidades da cidade e de longa duração”, salientou Luiz Carlos Lopes Jr., gerente de Eficiência Energética da CPFL, responsável pela distribuição de energia na cidade e que implementou e investiu nesse projeto.

Segundo Marcel Potolski, gerente de Vendas de Iluminação Profissional da GE Lighting, para garantir um trânsito seguro, é necessário ter sinais com fiabilidade constante durante 24 horas, em 365 dias por ano. “Com maior visibilidade e uniformidade na iluminação do semáforo, é mais fácil identificar qual a cor que está indicada à qualquer distância”, detalha o executivo.

Fernando Antunes, gerente de Gerenciamento de Projetos da Empresa de Trânsito e Transporte Urbano de Ribeirão Preto – Transerp, salienta que a modernização dos semáforos trouxe dois benefícios importantes: redução do consumo de energia e dos custos operacionais. “A vida útil das lâmpadas de LED é de até 100 mil horas, número muito superior as tecnologias tradicionais, o que diminui a necessidade constante de reparos”, explica.

Os módulos LED da GE utilizados são da linha GTX, que possui 15 anos de experiência no mercado e mais de 6 milhões de unidades vendidas em todo o mundo. “Todos os sinais da GE estão em conformidade com normas internacionais, atendem a testes de desempenho e são rastreáveis por números de série, o que garante a confiabilidade necessária para projetos como o de Ribeirão Preto”, finaliza Potolski.

Com informações da Assessoria de Imprensa