Acidentes com criançasLonge da escola, os pequenos têm mais tempo livre para ficar em casa ou para passeios. Especialista lista dicas para evitar transtornos


Época de férias é sinônimo de crianças com mais tempo livre em casa e programações de passeio e lazer para os pequenos. Mas esse maior período dentro de casa pode trazer problemas para os pais, que, apesar dos cuidados, as crianças acabam sendo vítimas de acidentes domésticos.


No Brasil, acidentes domésticos e de trânsito representam a principal causa de morte de crianças de um a 14 anos. São cerca de 4,7 mil mortes e 125 mil hospitalizações ao ano, segundo dados do Ministério da Saúde. Números que podem deixar de ser computados com algumas atitudes de prevenção adotadas no cotidiano.


De acordo com a pediatra Amanda Carvalho, os casos que chegam à urgência, envolvem desde viroses intestinais, traumas causados por quedas e queimaduras. Com relação aos alimentos, a pediatra alerta que, na maioria das vezes estes não foram preparados com o manuseio correto nem foram mantidos com a devida conservação.


“Os pais precisam ter cuidado com alimentação dos filhos nesta época de férias, quando acabam ingerindo líquidos ou alimentos contaminados. Normalmente, nessa época, aparecem as viroses intestinais, que a criança pode apresentar sintomas como dor abdominal, febre, vômitos e calafrios por conta de comer alimentos que ficam expostos em feiras, praças de alimentação”, comenta.


Em algumas vezes, os pais optam por fazer passeios que incluem banhos de piscina, ocasiões na qual as crianças acabam ingerindo água que pode estar contaminada até mesmo com coliformes fecais no momento do mergulho.


“A quantidade realmente aumenta durante as férias, em virtude da grande do tempo maior da criança em casa, mas também pode acontecer em passeios, quando a criança vai brincar de bicicleta ou triciclo e acabam caindo e se machucando”, explica.


Fonte: Portal O Dia