Publicado em 10 de abril, 2017 as 08h13.

Portal do Trânsito dá dicas de como obter a Permissão Internacional para Dirigir

Por Mariana Czerwonka.

Permissão Internacional para Dirigir
A taxa de emissão do documento pode variar de estado para estado.

A Permissão Internacional para Dirigir (PID) é um documento que permite que o condutor dirija nos países signatários da Convenção de Viena e demais Acordos Internacionais. A PID é internacionalmente reconhecida e traduzida.

Esse documento traduz a Carteira Nacional de Habilitação em sete idiomas (alemão, árabe, espanhol, francês, inglês, português e russo) e é impresso com a mesma validade e informações da CNH. Ele permite que brasileiros dirijam em mais de 100 países signatários da Convenção de Viena, entre eles África do Sul, Alemanha, Austrália, Canadá, Estados Unidos, França, Grécia, Inglaterra, Itália, México, Portugal, Suíça e Venezuela. Ele também é aceito em países que têm o Princípio da Reciprocidade com o Brasil.

Por isso, antes de viajar, é importante verificar se o país de destino faz parte da convenção – a lista completa está no final do texto. Caso o país não aceite a PID, o condutor deve se informar sobre as normas necessárias para a condução de veículo em território internacional diretamente o representante no consulado do país a ser visitado.

Como pedir?

Na maioria dos Detrans, a permissão pode ser solicitada pela internet na página do Departamento Estadual de Trânsito (DETRAN) ou presencialmente nas unidades do Detran.

A PID tem a mesma validade, categoria e restrições médicas da carteira de habilitação. Para fazer a solicitação, a CNH deve estar dentro da validade, não estar cumprindo período de suspensão ou cassação do direito de dirigir nem ter outras restrições administrativas ou judiciais que impeçam a expedição do documento. Vale ressaltar que a PID não substitui a CNH dentro do Brasil.

A taxa de emissão do documento pode variar de estado para estado.

Mercosul

A CNH brasileira é suficiente para dirigir em todos os países do Mercosul, e a Permissão Internacional para Dirigir (PID), só é exigida na Colômbia, país associado ao Mercosul.

Países onde é aceita a Permissão Internacional para Dirigir (PID)

África do Sul, Albânia, Alemanha, Anguila (Grã Bretanha), Angola, Argélia, Argentina, Arquipélago de San Andres Providência e Santa Catalina (Colômbia), Austrália, Áustria, Azerbaidjão, Bahamas, Barein, Bielo-Rússia, Bélgica, Bermudas, Bolívia, Bósnia-Herzegóvina, Bulgária, Cabo Verde, Canadá, Cazaquistão, Ceuta e Melilla (Espanha), Chile, Cingapura, Colômbia, Congo, Coréia do Sul, Costa do Marfim, Costa Rica, Croácia, Cuba, Dinamarca, El Salvador, Equador, Eslováquia, Eslovênia, Espanha, Estados Unidos, Estônia, Federação Russa, Filipinas, Finlândia, França, Gabão, Gana, Geórgia, Gilbratar (Colônia da Grã Bretanha), Grécia, Groelândia (Dinamarca), Guadalupe (França), Guatemala, Guiana, Guiana Francesa (França), Guiné-Bissau, Haiti, Holanda, Honduras, Hungria, Ilha da Grã-Bretanha (Pitcairn, Cayman, Malvinas e Virgens), Ilhas da Austrália (Cocos, Cook e Norfolk), Ilhas da Finlândia (Aland), Ilhas da Coroa Britânica (Canal), Ilhas da Colômbia (Geórgia e Sandwich do Sul), Ilhas da França (Wallis e Futuna), Indonésia, Irã, Iriã Ocidental, Israel, Itália, Kuweit, Letônia, Líbia, Lituânia, Luxemburgo, Macedônia, Martinica (França), Marrocos, Mayotte (França), México, Moldávia, Mônaco, Mongólia, Montserrat (Grã Bretanha), Namíbia, Nicarágua, Níger, Niue (Nova Zelândia) Noruega, Nova Caledônia (França), Nova Zelândia, Nueva Esparta (Venezuela), Panamá, Paquistão, Paraguai, Peru, Polinésia Francesa (França), Polônia, Porto Rico, Portugal, Reino Unido (Escócia, Inglaterra, Irlanda do Norte e País de Gales), República Centro Africana, República Checa, República Dominicana, Republica Eslovaca, Reunião (França), Romênia, Saara Ocidental, Saint-Pierre e Miquelon (França), San Marino, Santa Helena (Grã Bretanha), São Tomé e Príncipe, Seichelles, Senegal, Sérvia, Suécia, Suíça, Svalbard (Noruega), Tadjiquistão, Terras Austrais e Antártica (Colônia Britânica), Território Britânico no Oceano Índico (Colônia Britânica), Timor, Toquelau (Nova Zelândia), Tunísia, Turcas e Caicos (Colônia Britânica), Turcomenistão, Ucrânia, Uruguai, Uzbequistão, Venezuela e Zimbábue.