Publicado em 10 de março, 2017 as 08h39.

Mulheres representam 15% das mortes no trânsito de SP em 2016

Segundo dados do Infosiga, público feminino é mais atento ao volante, arrisca menos e não considera o carro símbolo de status

Por Mariana Czerwonka.

Mulher no trânsito
Até mesmo os seguros para as mulheres são mais baratos devido à baixa sinistralidade. Foto: Freeimages.com

De acordo com o Infosiga (Sistema de Informações Gerenciais de Acidentes de Trânsito do Estado de São Paulo), das 5.727 mortes provenientes de acidentes de trânsito ocorridas em 2016 no Estado, apenas 15% vitimaram as mulheres (1.082).

Entre as causas que explicam esse baixo índice está o fato de o público feminino ser mais atento ao volante, se arriscar menos e também considerar o automóvel como mais um meio de transporte e não um símbolo de status, como muitos homens o veem. Até mesmo os seguros para as mulheres são mais baratos devido à baixa sinistralidade de acidentes envolvendo esse público ou mesmo a severidade dos danos.

“Sabemos que 94% dos acidentes com vítimas fatais são causados por falha humana. Apesar de as mulheres exercerem diversos papéis no dia-a-dia, é de conhecimento a característica que as mesmas possuem de serem cuidadosas no trânsito, fator que se comprova nos índices menores de acidentes envolvendo o público feminino se comparados ao masculino” explica Silvia Lisboa, coordenadora do Movimento Paulista de Segurança no Trânsito.

“Além disso, elas possuem uma tarefa relevante na educação dos filhos, os futuros motoristas, e também por influenciar na mudança no comportamento dos homens. Por isso, quero aproveitar este momento para parabenizá-las e reiterar a importância delas na missão de dar continuidade a esse trabalho de transformação em prol de um trânsito mais seguro”, comenta.

Movimento Paulista de Segurança no Trânsito

O Governo do Estado de São Paulo vem investindo constantemente, por meio do Movimento Paulista de Segurança no Trânsito, em atividades voltadas à educação no trânsito, segurança das vias e veículos, além da gestão nas respostas para acidentes, fiscalização, obras e campanhas de comunicação.

O resultado positivo na diminuição no número de óbitos e acidentes com vítimas em 2016 é fruto de um trabalho conjunto que envolve 10 Secretarias de Estado e parceiros da iniciativa privada. Em 2016, o Movimento Paulista de Segurança no Trânsito realizou mais de 200 atividades de educação, além de lançar 15 filmes de conscientização em prol da mudança de comportamento no trânsito em emissoras de TV, rádios, Internet e redes sociais.

As informação são do Portal do Governo do Estado de SP