Publicado em 22 de março, 2018 as 08h15.

O que devo fazer quando minha moto cair no chão? Dicas para preservar sua lataria e equipamentos

Por Agência de Notícias.

Cuidados com a moto
As motos exigem diversos cuidados e atenção. Foto: Freepik

As motos são bens de alto valor e que exigem diversos cuidados e atenção. Se você é apenas fã ou possui um veículo de duas rodas, sabe muito bem disso. Porém, muitos fatores que, infelizmente, fogem ao controle do proprietário podem afetar a aparência e a vida útil da máquina. Adversidades do tempo, defeitos de fábrica ou acidentes, por exemplo, são pesadelos para quaisquer pilotos. Todavia, por mais que essas condições possam ser inesperadas, há ações que podem ajudar, caso alguma delas surja. Confira!

A moto caiu? Acalme-se!

Que as motos podem ser itens bem pesados, você deve ter noção. Veículos como a estradeira Harley Davidson Electra Glide Ultra Limited, por exemplo, pesam em torno de 400kg. Claro que esse é um caso à parte, mas boa parte das motos em circulação continua apresentando níveis elevados quando o assunto é massa, variando entre 100kg e 200kg. Ou seja, há a possibilidade de você derrubar sua motocicleta devido a um desequilíbrio, defeito no funcionamento ou outro motivo repentino, como um buraco na pista ou apoio quebrado.

Se isso acontecer com você nela, o primeiro passo é ficar calmo. Tire a mão do acelerador e dos demais comandos e desligue a moto, se possível. O segundo passo é pedir por ajuda para alguém próximo para que a pessoa possa lhe ajudar a levantar a moto e colocá-la na posição de repouso. Feito isso, contate alguém próximo para que possa buscar seu veículo e você, dependendo dos danos.

E, mesmo que tenha sido um acidente leve, dirija-se ao hospital para saber se está tudo certo. Sua saúde e bem-estar devem ser prioridade em qualquer tipo de acidente.

Por outro lado, se a moto caiu enquanto você simplesmente a guiava com as mãos ou enquanto ela estava parada, sem motivos aparentes, também não se desespere. É possível que você tenha a posicionada um pouco torta, sobre um solo desnivelado, ou seu apoio pode estar quebrado. Seja lá qual for o motivo, levante a moto com o auxílio de alguém e avalie os danos. Riscos são mais comuns nesse tipo de caso, mas peças podem ter sido danificadas também. Realize as trocas necessárias e fique atento para que o ocorrido não se repita.

Dicas para a sua segurança enquanto pilota

Atenção: a primeira dica para manter sua moto segura e seu bem-estar em dia é manter o foco enquanto pilota. Pare simples, não é? Mas nem sempre é assim. É fácil nos distrairmos com algo na estrada ou não prestarmos atenção a uma sinalização ou às ações dos outros ao redor. Mas é imprescindível que o façamos se quisermos evitar acidentes. Por isso, concentração o tempo todo!

Roupas especiais: há quem diga que as roupas especiais para motociclistas não sejam necessárias, mas a verdade é que elas são essenciais em casos de acidentes, pois os danos ao corpo podem ser minimizados com as proteções que elas oferecem. Luvas, botas e jaquetas são pedidas obrigatórias se você possui um veículo de duas rodas. O mesmo vale para o capacete, que possui um valor indiscutível de proteção.

Respeito: respeitar as sinalizações e leis de trânsito é obrigatório, mas, infelizmente, alguns motoristas e pilotos de motos insistem em quebrá-las. Porém, para um trânsito seguro para você e seu companheiros, é essencial seguir à risca todas elas. Não ultrapasse o limite de velocidade, não ultrapasse em locais proibidos, não arranje brigas desnecessárias e tome cuidado com os famosos “corredores”, que ainda causam muitos acidentes diariamente.

Preservando a lataria e os equipamentos da moto

É preciso disciplina para manter a lataria e os equipamentos da sua moto em bom estado. Para começar, não mantenha a moto em áreas externas, uma vez que as condições adversas do tempo podem prejudicá-la. Motos em Curitiba, por exemplo, podem sofrer ainda mais com isso, já que o tempo na capital paranaense é muito instável. Se essa é a situação que você enfrenta na sua região, não marque bobeira e proteja a sua moto guardando-a em uma garagem ou cobertura adequada e resistente. Até uma capa protetora pode ajudar, mesmo que não tanto quanto as outras duas opções. Caso contrário, sol forte, dejetos de pássaros, chuva ácida, seivas vegetais e chuva de granizos são alguns dos males que podem prejudicar sua moto como um todo.

Também há processos específicos para a lataria da moto para que ela permaneça preservada e brilhosa por mais tempo, como enceramento, polimento, cristalização e espelhamento. Mas caso você não queria apelar para nenhuma delas, a dica é lavar bem a moto pelo menos uma vez por semana (e encerar). Especialmente se você a utiliza diariamente. Lembre-se de limpá-la com cuidado, para não danificar suas peças. Evite, por exemplo, jatos de água fortes no motor, pois a prática tende a danificar a área. Lave-a sempre por partes e enxague as que já ensaboou para não deixar marcas. Dê atenção também aos detalhes, como as rodas, correntes e painel.

Após cada limpeza, é interessante fazer uma geral na moto, observando-a e testando-a para conferir se há algo errado, ou não. Dessa forma, você pode captar possíveis problemas mais rapidamente e corrigi-los ou levá-los até um mecânico o quanto antes, caso necessário.

Por que preservar a moto?

Tomar essas medidas em relação à moto é importante para que o bem permaneça em ótimo funcionamento, ofereça um bom desempenho e tenha um bom valor de revenda no futuro, caso queira vender. O que geralmente acontece, pois, quase todo o proprietário de motocicletas costuma ir evoluindo nos modelos e tipos que mais aprecia.

Ou seja, ao dedicar à devida atenção ao seu veículo, você evita dores de cabeça e gastos adicionais, dois problemas muito comuns e que, em muitos casos, são causados por negligência e desatenção do próprio piloto. Nossa sugestão é que você sempre busque por informações sobre cuidados com motos, esteja sempre concentrado ao pilotar e nunca subestime sua máquina. Aproveite ao máximo sua pilotagem!