Publicado em 15 de julho, 2018 as 08h40.

Identifique sinais de desgaste dos amortecedores

Por Assessoria de Imprensa.

Amortecedores
azamentos de óleo, desgaste anormal de pneus e falta de estabilidade podem ser indícios de comprometimento da peça. Foto: Divulgação.

Responsável por controlar o movimento de sobe e desce da mola durante a absorção do impacto, garantindo, assim, conforto e estabilidade do veículo, os amortecedores requerem cuidados adequados e inspeção preventiva.

Segundo Jair Silva, gerente de qualidade e serviços da Nakata, os primeiros sinais de desgaste são ruídos ou impactos acentuados ao passar em buracos, lombadas ou valetas e falta de estabilidade em curvas e pistas irregulares e perda de dirigibilidade. “É preciso ficar atento também a vazamentos de óleo, balanço excessivo em arrancadas e freadas e  desgaste  escamado dos pneus ”, alerta.

Caso seja identificado algum destes indícios, é preciso levar a uma oficina de confiança para avaliação do conjunto de suspensão.

“Se houver necessidade da substituição dos amortecedores, os proprietários de veículos devem conferir se as peças possuem o selo do Inmetro, que atesta a qualidade das peças”, comenta.

Além da certificação do Inmetro, Silva explica que os amortecedores Nakata contam com sistema de vedação de alta resistência, conferindo durabilidade; possuem tecnologia a gás, com gás nitrogênio à baixa pressão que não deixa faltar óleo no ciclo de abertura e fechamento da haste, evitando falhas no amortecimento. “Para suavizar os impactos no final do curso de abertura da suspensão em condições severas e melhorar o conforto, há o stop hidráulico”, conclui.

Medidas simples como evitar sobrecarga, trafegar em pistas irregulares na velocidade adequada e  fazer inspeções periódicas em todos o sistema de suspensão a cada 10.000 km podem aumentar consideravelmente a vida útil do sistema.

As informações são da Assessoria de Imprensa