Publicado em 16 de março, 2017 as 08h29.

Golf produzido no Brasil recebe nota máxima em teste de colisão do LatinNCAP

Por Mariana Czerwonka.

Testes de colisão
Os veículos foram os primeiros a conquistar as cinco estrelas com protocolos mais rígidos introduzidos em 2016. Foto: Divulgação LatinNCAP

A primeira série de resultados do Programa de Avaliação de Carros Novos para América Latina e o Caribe, Latin NCAP de 2017 foi divulgada ontem (15), com resultados de cinco estrelas, tanto para a proteção de adultos, como para criança, para o Volkswagen Golf VII, veículo feito no Brasil. Além do Golf também foi testado o Seat Ateca, que também recebeu avaliação máxima.

Os veículos foram os primeiros a conquistar as cinco estrelas com protocolos mais rígidos introduzidos em 2016. Ambos os modelos foram além, ganhando o prêmio Latin NCAP Advanced Awards, que reconhece esses modelos cinco estrelas que incluem prevenção de acidentes como a Frenagem Autônoma de Emergência (AEB) e tecnologias de proteção de pedestres. Pela primeira vez, o Latin NCAP outorga esses reconhecimentos.

“É uma grande conquista para o Grupo Volkswagen, que fabrica tanto o Volkswagen quanto o Seat, em serem os pioneiros em alcançar a máxima pontuação em segurança, conforme novo protocolo. Agora que demonstraram que é possível, impulsionamos outros fabricantes da região a melhorarem seus carros e oferecer proteção cinco estrelas”, afirmou Alejandro Furas, Secretário Geral do Latin NCAP.

A versão mexicana do Volkswagen Golf VII tinha sido previamente avaliada por meio do antigo protocolo em 2014, ganhando, também, cinco estrelas para a proteção do ocupante adulto e para o ocupante infantil. Nesse teste foi utilizada a versão básica, que possui 7 airbags, produzida no Brasil. O Golf foi premiado com o Latin NCAP Advanced Award pelo sistema AEB disponibilizado como opcional. O Latin NCap avaliou também o controle eletrônico de estabilidade, que cumpriu todos os requisitos.

Para María Fernanda Rodríguez, Presidente do Latin NCAP, esse resultado é extraordinário.

“Como uma pessoa que dedicou quase toda sua vida a promover programas e ações que melhorem a qualidade de vida das crianças na América Latina, hoje fico feliz. Espero com muita ânsia que os governos possam entender que é totalmente viável exigir aos fabricantes de todas as marcas os padrões de segurança da ONU. Só assim poderemos reduzir o escandaloso número de mortes e lesionados de nossos países”, finaliza.

Detalhes do resultado do Golf

Impacto frontal

A proteção proporcionada à cabeça e ao pescoço do motorista e do acompanhante foi boa. A proteção do peito do motorista foi adequada e boa para o acompanhante. O airbag dos joelhos proporcionou boa proteção para o motorista. Os joelhos dos passageiros mostraram boa proteção. As tíbias de ambos os passageiros ofereceram boa proteção. A área dos pés é estável, mostrando uma deformação insignificante. A proteção para os pés foi boa. A estrutura foi considerada estável.

Impacto lateral

Os airbags laterais e de cortina ajudaram a proporcionar boa proteção a todas as regiões do corpo dos adultos.

Impacto lateral de poste

Os airbags laterais e de cortina ajudaram a conseguir boa proteção à cabeça e pélvis, proteção marginal ao peito e proteção adequada ao abdômen.

Teste ESC (equipamento padrão)

O ESC foi testado e seu desempenho cumpriu com os requerimentos regulatórios do Latin NCAP.

As informações são do LatinNCAP