Publicado em 31 de dezembro, 2016 as 08h34.

Férias exigem planejamento para quem vai pegar a estrada

Ingestão de álcool e velocidade excessiva lideram causas de acidentes de trânsito

Por Mariana Czerwonka.

Angélica Favretto- Assessoria de Imprensa

Cuidar da manutenção do veículo é outra orientação.
Cuidar da manutenção do veículo é outra orientação.

Caracterizados pela movimentação mais intensa das estradas o fim e o início do ano devem ser encarados com ainda mais cautela pelos motoristas. Levantamento da Polícia Rodoviária Federal (PRF) realizado entre dezembro de 2015 e janeiro de 2016 revela 14.262 acidentes de trânsito nas rodovias do país. Entre as principais causas estão embriaguez ao volante, velocidade excessiva e falta de atenção.

Conforme o diretor da Perkons, Luiz Gustavo Campos, reduzir efetivamente o número de acidentes, independente da época do ano, requer ações integradas de engenharia, educação e fiscalização, por meio do uso adequado da sinalização e de equipamentos de fiscalização. “O risco e a gravidade de lesões causadas por essas ocorrências são maiores em alta velocidade, pois maior é a possibilidade de perda do controle do veículo e menor é o tempo disponível para reação”, acrescenta.

Cuidar da manutenção do veículo é outra orientação. Verificar as condições apresentadas pelos pneus, freios, faróis e equipamentos obrigatórios como estepe, macaco e triângulo é indispensável. Para Campos, o ideal é que eventuais impasses no veículo sejam solucionados antes mesmo de desencadearem um problema. “O condutor responsável é aquele que previne e minimiza as chances de estar envolvido em acidentes”, completa.

Além da velocidade moderada e da checagem do veículo, há outras posturas recomendadas. Conforme esclarece o perito criminal e especialista em acidentes de trânsito, Rodrigo Kleinubing, estar descansado, planejar a viagem com antecedência e optar por deslocamentos durante o dia são algumas atitudes que reduzem o risco de acidentes. “Além da acuidade visual ser menor, nossas vias não estão preparadas para o tráfego noturno. E exceder a velocidade não vale à pena; ade gastar combustível, provoca um ganho de tempo mínimo. Respeite a sinalização e dirija com tranquilidade”, finaliza.

Com informações da Assessoria de Imprensa

No tópico: Segurança