Publicado em 14 de fevereiro, 2017 as 08h35.

Diminui o número de animais atropelados em rodovias concedidas

Medidas efetivas resultaram na queda de 17,2% no número de registros entre 2014 e 2016; veja como agir ao encontrar um animal na via

Por Mariana Czerwonka.

Animais na via
Há relatos de ocorrência com cães, cavalos, bois e animais silvestres.

Diminuiu em 17,2% o número de animais atropelados nas rodovias concedidas no Estado de São Paulo. Em 2014, o índice era 1.439, em 2015 chegou a 1.320, e em 2016, 1.191 casos.

A queda nos acidentes deve-se às ações preventivas. Tanto a ARTESP como as concessionárias do programa de concessão do Estado de São Paulo adotam uma série de medidas em prol da direção segura.

Dentre as ações estão o monitoramento constante das pistas por sistema de câmeras, instalação de telas em trechos e passagens para os animais atravessarem sem cruzar a pista. Em todas as rodovias, contabiliza-se 117 passagens para a fauna, já instaladas.

Tal medida é fundamental porque o fato mais comum é que animais atravessam as pistas em áreas urbanas e rurais. Há relatos de ocorrência com cães, cavalos, bois e animais silvestres.

De acordo com a legislação, o dono do animal é responsável por sua segurança, e é para ter esse controle que o Estado de São Paulo, por meio das concessionárias das rodovias, averigua os animais que residem em comunidades próximas às rodovias e quais seus donos.

Veja o que fazer caso encontre um animal na via:

– Reduza a velocidade;
– Não buzine. Isso assusta o animal;
– Não pisque os faróis ou jogue luz sobre o bicho;
– Se passar perto de um animal de grande porte, feche os vidros;
– Se precisar ultrapassar, siga atrás do bicho;
– Após ultrapassar o animal, comunique outros motoristas. Piscar o farol 3 vezes e posicionar a mão para baixo com os 4 dedos abertos, indica que há animais;
– Comunique o fato pelo 0800 informado na rodovia;
– Avise a Polícia Militar Rodoviária (11) 3327-2727

As informações são do Portal do Governo de SP

No tópico: Dicas