Publicado em 27 de janeiro, 2018 as 08h42.

Condições dos amortecedores interferem na estabilidade e segurança do veículo

Amortecedores desgastados perdem a eficiência e aumentam a distância de frenagem e o risco de aquaplanagem em solos alagados

Por Assessoria de Imprensa.

Amortecedor Nakata
A Nakata Automotiva é fabricante de autopeças para o mercado de reposição para veículos leves, pesados e motocicletas. Foto: Divulgação Nakata.

Peça que faz parte do sistema de suspensão e item de fundamental importância para a segurança dos ocupantes do veículo, os amortecedores são responsáveis por manter os pneus em contato com o solo, garantindo a estabilidade. “Amortecedores desgastados podem trazer vários riscos ao veículo, motorista e passageiros, pois há aumento da distância de frenagem, maior tendência a aquaplanagem em solos alagados e também do veículo sair para o lado de fora nas curvas”, alerta Jair Silva, gerente de qualidade e serviços da Nakata. Por isso, segundo Silva, é preciso ficar atento aos indícios de que os amortecedores estão comprometidos – perda de estabilidade nas curvas, balanço excessivo nas arrancadas, barulho, desgaste de pneus e vazamento de fluido.

É aconselhável que, a partir de 40 mil km ou qualquer mudança no comportamento do veículo, fazer inspeção em uma oficina de confiança para analisar as condições de todos os itens de suspensão.

Cuidados que ajudam a evitar desgastes prematuros

Para prolongar a vida útil dos amortecedores, o gerente da Nakata recomenda não rebaixar a suspensão do veículo, não transportar excesso carga, manter o alinhamento e balanceamento em dia e transitar em baixa velocidade em lombadas e vias esburacadas. “O impacto nos amortecedores é bem maior em terrenos irregulares, acarretando desgaste prematuro nos componentes”, conclui Silva.

As informações são da Assessoria de Imprensa