Publicado em 13 de maio, 2016 as 07h45.

Pedalar na mão correta reduz em cinco vezes risco de colisão

Por Mariana Czerwonka.

Pedalar na rua
O alerta é para os perigos de pedalar na contramão.

Os ciclistas são novamente tema da campanha “31 dias para mudar o trânsito”, promovida pelo Governo do Paraná e Departamento de Trânsito do Estado para o movimento Maio Amarelo. O alerta, agora, é para os perigos de pedalar na contramão.

De acordo com um estudo feito para o manual Bicycling Street Smarts, que reúne técnicas para ciclismo seguro em vias públicas, pedalar na mão correta, seguindo o fluxo da via, reduz em até cinco vezes o risco de colisão.

“Os motoristas devem respeitar os ciclistas e manter a distância de 1,5 metros. Por sua vez, os ciclistas também devem pedalar de forma defensiva. Além de não pedalar na contramão, usar iluminação, não pedalar muito perto do canto da via, não andar na calçada, vestir alguma roupa chamativa, sinalizar e usar sempre o espelho antes de se aproximar de um cruzamento, são comportamentos fundamentais para sua segurança”, explica o diretor-geral do Detran, Marcos Traad.

Campanha

Para chamar a atenção para a prevenção de acidentes e redução do número de vítimas no trânsito, o Departamento de Trânsito do Paraná (Detran) criou uma estratégia diferente. Como parte das ações do movimento Maio Amarelo, a autarquia criou 31 pequenas campanhas publicitárias, com duração de um dia cada uma, sobre atitudes que podem fazer a diferença.

Entre os temas abordados está o alerta para o ciclista que insiste em andar na contramão. Nesta segunda-feira (9), a autarquia exibe um depoimento, inspirado em fatos, sobre os perigos deste tipo de comportamento no site www.detran.gov.br/maioamarelo e nas redes sociais do Detran.

Acompanhe a campanha:
www.detran.pr.gov.br/maioamarelo
www.youtube.com/user/imprensadetranpr
www.facebook.com/DetranPR/
twitter.com/detran_pr

Fonte: Assessoria de Comunicação

No tópico: Segurança